15:40 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4190
    Nos siga no

    Dois pilotos se ejetaram de seus caças F-5E após colisão em pleno voo durante missão de treinamento em Taiwan.

    Na segunda-feira (22), dois pilotos se ejetaram depois de seus dois caças F-5E terem colidido em pleno voo ao leste de Condado de Pingtung durante missão de treinamento, segundo informou uma fonte da CNA.

    De acordo com informações do Ministério da Defesa taiwanês, quatro caças F-5E decolaram do leste da base aérea de Taitung às 14h30 (03h30, no horário de Brasília) para uma missão de treinamento rotineira.

    Dois aviões desapareceram das telas dos radares, aparentemente após uma colisão em pleno ar por volta das 15h06 (04h06, no horário de Brasília), informou o Centro Nacional de Resgate (NRCC, na sigla em inglês).

    O capitão Pan Ying-chun e o primeiro-tenente Lo Shang-hua ambos se ejetaram de seus caças, segundo chefe da Força Aérea, Huang Chih-wei.

    Helicópteros militares e navios da Guarda Costeira de Taiwan foram enviados para procurar os dois pilotos, com sobrenomes Pan e Lo, conforme o NRCC, citado pela CNA.

    Mais tarde, o piloto Lo foi encontrado no oceano, transportado de volta à base e levado para o Hospital Memorial Mackay, em Taitung, para tratamento de emergência, segundo informou CNA.

    Lo, de 26 anos, foi mais tarde declarado morto no hospital, disse Huang. A procura pelo segundo piloto, Pan, de 28 anos, ainda está em curso.

    Mais:

    Avião KC-135 dos EUA perde mangueira de reabastecimento durante exercício na Finlândia
    Caças japoneses F-4EJ Phantom realizam último voo (VÍDEO, FOTOS)
    Rússia atualiza caças MiG-31 para defesa na região do Ártico, diz Forbes (VÍDEO)
    F-36: FOTOS revelam conceito artístico de 'caça dos sonhos' da Força Aérea dos EUA
    Tags:
    colisão, avião, céu, piloto, Taiwan, caça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar