11:05 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2150
    Nos siga no

    Pyongyang chamou as recentes tentativas dos EUA de retomar o diálogo de "truque barato".

    A vice-ministra das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Choe Son-hui, confirmou que os EUA tentaram recentemente retomar o diálogo com Pyongyang, mas descartou o esforço como um "truque barato", afirmando que Pyongyang não responderá até que Washington abandone as políticas hostis contra o país asiático.

    A diplomata norte-coreana confirmou que os norte-americanos tentaram estabelecer contatos com Pyongyang mediante o envio e-mails e telefonemas por diferentes canais, inclusive através de um terceiro país, segundo comunicado citado pela agência KCNA.

    "Já deixamos claro que não será mantido qualquer contato ou diálogos entre a Coreia do Norte e os EUA, a menos que os EUA renunciem às suas políticas hostis, e que continuaremos ignorando suas tentativas de nos contatar", enfatizou.

    "O que temos ouvido nos Estados Unidos desde o surgimento do novo regime é apenas a teoria lunática da 'ameaça da Coreia do Norte' e uma retórica infundada sobre a 'desnuclearização completa'", declarou a diplomata.

    "Se os Estados Unidos querem tanto sentar-se frente a frente conosco, têm que abandonar seu mau hábito e adotar uma postura adequada desde o início. Para que se estabeleça um diálogo, deve ser criado um ambiente para que ambas as partes dialoguem em pé de igualdade", disse a vice-ministra.

    As declarações de Choe coincidem com a visita do secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken à Coreia do Sul, em uma primeira viagem ao exterior de membros de alto escalão da administração Biden.

    Nesta quarta-feira (17), em Seul, Blinken acusou Pyongyang de cometer "abusos sistêmicos e generalizados" contra seu próprio povo, ressaltando o compromisso de Washington e de seus aliados com a desnuclearização da Coreia do Norte.

    Mais:

    EUA acusam 3 hackers da Coreia do Norte de ciberataques de US$ 1,3 bilhão
    Estrela de Instagram nigeriana ajudou em crime cibernético da Coreia do Norte
    Coreia do Norte enriquece urânio e ninguém sabe por que, diz especialista dos EUA
    Tags:
    crise política, política, diálogos, diálogo, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar