14:15 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3317
    Nos siga no

    Fragata francesa Prairial detectou dois petroleiros realizando uma transferência ilegal de navio para navio, no meio da missão de fiscalização de embargo das Nações Unidas (ONU) contra a Coreia do Norte.

    O Comando do Pacífico da França (ALPACI, na sigla em francês) informou que a fragata Prairial da classe Floréal detectou e identificou dois petroleiros realizando uma transferência de navio para navio. A fragata estava patrulhando o mar da China Oriental como parte do embargo da ONU na missão AETO.

    A fragata partiu do seu porto de origem no Taiti, na Polinésia Francesa, em 15 de janeiro de 2021 para participar da missão AETO, que seria a contribuição francesa para o embargo internacional contra a Coreia do Norte no combate à proliferação nuclear.

    Em particular, esse combate envolve a vigilância das transferências de navio para navio no mar (petróleo, carvão, ferro, etc.), ultrapassando as limitações impostas pelas resoluções 2375 e 2397 da ONU.

    A fragata francesa detectou a atividade ilegal suspeita no dia 28 de fevereiro.

    ​Em 28 de fevereiro, a fragata Prairial foi enviada ao mar da China Oriental para contribuir com o embargo da ONU contra a Coreia do Norte, sob a missão francesa AETO. À noite, a fragata identificou dois petroleiros durante uma transferência suspeita de navio e relatou à Célula de Coordenação de Execução.

    Anteriormente, a Prairial participou de um reabastecimento trilateral no mar em 19 de fevereiro e em seguida entrou na base naval de Sasebo, no Japão. A base é frequentemente utilizada por embarcações que participam do monitoramento de sanções contra a Coreia do Norte. Um oficial de ligação da Marinha francesa está permanentemente a bordo do USS Blue Ridge, da 7ª frota da Marinha dos Estados Unidos, para fins de coordenação.

    O sistema AETO, lançado em janeiro de 2018, permite o gerenciamento entre os oito países participantes (Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, Japão, Coreia do Sul e França) na implementação do aspecto marítimo das resoluções das Nações Unidas contra a Coreia do Norte.

    Mais:

    Grécia está enviando barcos militares para perto da costa da Turquia, diz Ancara
    Índia vai comprar drones MQ-9B Predator dos EUA para combater China e Paquistão, revela mídia
    'Impossível de enganar': Rússia está concluindo sistema de satélites de reconhecimento marítimo
    Destróier Zumwalt tenta vencer desconfiança em teste de mar agitado nos EUA
    Tags:
    embargo, Coreia do Norte, França, fragata, navio, petroleiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar