01:11 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 284
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (9), o presidente chinês Xi Jinping afirmou que os militares precisam "estar prontos" ante uma situação de segurança "instável" com outras nações.

    "A atual situação de segurança de nosso país é muito instável e incerta", afirmou Xi Jinping, citado pelo jornal South China Morning Post.

    "Todo o exército deve coordenar a relação entre capacitação e prontidão de combate, estar preparado para responder a uma diversidade de questões complexas e difíceis a qualquer momento, mantendo firmemente a soberania nacional, os interesses de segurança e desenvolvimento, e fornecer um forte apoio para a construção abrangente de um estado socialista moderno", adicionou.

    No sábado (6), o ministro da Defesa da China, Wei Fenghe, afirmou que o gigante asiático se encontra em um momento de grandes riscos para a segurança nacional, pelo que o setor militar deverá aumentar sua capacidade de prevalecer contra "inimigos fortes".

    "Estamos lidando com grandes desafios na defesa nacional [...] e devemos aprimorar de forma abrangente o treinamento militar e a preparação para combate, com o objetivo de elevar nossas capacidades estratégicas e prevalecer sobre nossos inimigos fortes", afirmou.

    Na última semana, o ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, pediu ao presidente dos EUA Joe Biden para reverter as políticas da administração Trump sobre Taiwan.

    O chanceler chinês sublinhou que há determinadas questões em que as relações entre os dois países deveriam se basear no princípio de não interferência em assuntos domésticos e respeito à soberania nacional.

    Wang descreveu Taiwan como uma "linha vermelha" que não deve ser ultrapassada, e aconselhou a Casa Branca a abdicar da relação com a ilha, reforçada pela administração Trump.

    Nos últimos anos, as relações sino-americanas têm se deteriorado devido à guerra econômica, tensão geopolítica no mar do Sul da China, conflitos ideológicos e acusações vindas de Washington de abuso dos direitos humanos em Xinjiang e Hong Kong.

    Mais:

    Poderoso destróier chinês com capacidade de lançar várias combinações de mísseis entra em serviço
    China revela sistema de defesa aérea de última geração (VÍDEO, FOTOS)
    China avisa EUA para não cruzarem 'linha vermelha' de Taiwan e Hong Kong
    Tags:
    militares, prontidão de combate, alta prontidão, prontidão, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar