01:41 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    039
    Nos siga no

    Em fevereiro de 2021, EUA realizaram muitos voos de reconhecimento sobre o mar do Sul da China. A Iniciativa de Sondagem Estratégica do Mar do Sul da China (SCSPI, na sigla em inglês) registrou 75 missões dos EUA em aeronaves de vigilância tripuladas e não tripuladas.

    De acordo com dados coletados por think tank associado à Universidade de Pequim, a grande maioria dos voos foi conduzida por aeronaves antissubmarino de patrulhamento marítimo P-8A Poseidon, capazes de rastrear e destruir navios de superfície e subsuperfície, que voavam diariamente. A quantidade de missões realizadas no mês passado foi considerada "sem precedentes".

    ​Em fevereiro, 75 aviões de vigilância dos EUA operaram sobre o mar do Sul da China, mostrando um aumento acentuado em comparação aos meses anteriores. A maioria das missões foi realizada pela Marinha, com P-8A voando diariamente. Operações dos drones MQ-4C e aeronaves CL-604 também chamaram atenção.

    Além dos veículos mencionados, as missões contaram com participação de aeronaves de vigilância e reconhecimento EP-3E Aries II, RC-135W Rivet Joint, P-3C Orion e outras.

    Até agora nos últimos 30 minutos...

    Ao todo, a SCSPI registrou 75 voos de vigilância dos EUA sobre o mar do Sul da China no mês passado, o que representa um aumento de cinco missões das 70 observadas em janeiro.

    Think tank observou que seus registros se baseiam em dados de vigilância dependente (ADS-B, na sigla em inglês), um sistema de navegação por satélite utilizado por aeronaves que podem não dispor de informações das missões ainda mais secretas.

    Nos últimos anos, Washington intensificou drasticamente suas patrulhas militares no mar do Sul da China, se inserindo cada vez mais na disputa com Pequim que reivindica 90% do referido território, incluindo as ilhas Paracel que são disputadas por outras nações do Sudeste Asiático.

    No início de fevereiro, a China adotou uma lei que autoriza navios da sua Guarda Costeira a realizarem ataques preventivos contra navios estrangeiros em águas "sob jurisdição da China".

    Mais:

    Bases militares de Pequim no mar do Sul da China são vulneráveis a ataques inimigos, aponta mídia
    Caças da China e avião espião dos EUA entram em zona de identificação aérea de Taiwan, relata Taipé
    China realiza exercícios de fogo real no mar do Sul da China, enviando sinal aos EUA
    Tags:
    avião de reconhecimento, P-8A Poseidon, Mar do Sul da China, avião espião, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar