05:19 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4616
    Nos siga no

    Washington elogiou a passagem de uma fragata de seu parceiro da OTAN na região, contestada pela China e outros países asiáticos, dizendo ser de "interesse nacional".

    A chegada de uma fragata alemã ao mar do Sul da China para uma "ordem internacional baseada em regras" é bem-vindo, disse na quarta-feira (3) uma porta-voz dos EUA.

    "Os Estados Unidos têm um interesse nacional na manutenção da paz e da estabilidade, no respeito ao direito internacional, no comércio legal sem entraves, na liberdade de navegação e em outros usos legais do mar", afirmou a porta-voz sobre o navio de guerra, citada pela agência Reuters.

    "Saudamos o apoio da Alemanha a uma ordem internacional baseada em regras no Indo-Pacífico. A comunidade internacional tem um interesse vital na preservação de uma ordem marítima aberta", continuou.

    Por sua vez, um porta-voz da China comentou o passo afirmando que os países têm o direito de liberdade de navegação e sobrevoo sob o direito internacional, mas que "eles não podem tomar isso como uma desculpa para minar a soberania e a segurança dos países costeiros". Pequim critica regularmente a passagem de navios de guerra dos EUA na região, a interpretando como tentativas de intimidação.

    Trata-se da primeira vez desde 2002 que um navio de guerra alemão atravessa o mar do Sul da China. Tanto a China como outros países asiáticos reivindicam territórios no mar.

    Em fevereiro, a França, outro membro da OTAN, anunciou a passagem de um submarino de ataque nuclear e um navio de guerra seus na região como forma de assegurar liberdade de navegação.

    Mais:

    Militares dos EUA pedem US$ 27 bilhões ao Congresso em armamentos para conter avanço da China
    Presidente Duterte ameaça anular acordo militar se EUA implantarem armas nucleares nas Filipinas
    Ante tensões com EUA, Pequim realizará exercícios militares de 1 mês no mar do Sul da China
    Porta-voz do Pentágono pede desculpa por seu 'erro' em declarações sobre soberania das ilhas Senkaku
    China realiza exercícios navais com Singapura na intenção de firmar defesa no mar do Sul da China
    Tags:
    Reuters, Indo-Pacífico, Mar do Sul da China, França, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar