15:31 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    338
    Nos siga no

    Os EUA estão preparando novas medidas contra Mianmar em conexão com a violência usada contra manifestantes em protestos realizados no país. A informação foi divulgada pelo assessor de Segurança Nacional do presidente dos EUA, Jake Sullivan.

    A porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Ravina Shamdasani, disse que pelo menos 18 pessoas foram mortas e 30 ficaram feridas durante os protestos em Mianmar neste domingo (28).

    A polícia teria usado armas militares para dispersar as manifestações nas cidades de Yangon, Tawoy, Mandalay, Myei, Bago e Pakhouku. Gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral também foram usados.

    "Estamos preparando ações adicionais para responsabilizar os responsáveis ​​pelo recente surto de violência e o recente golpe de Estado. Compartilharemos a notícia nos próximos dias", disse Sullivan em um comunicado por escrito.

    Segundo ele, os Estados Unidos continuarão se articulando com aliados e parceiros sobre a situação em Mianmar.

    Forças de segurança reprimem protesto em Mianmar.
    © REUTERS / Stringer
    Forças de segurança reprimem protesto em Mianmar.

    Os militares realizaram um golpe de Estado em Mianmar em 1º de fevereiro, expulsando a conselheira de Estado Aung San Suu Kyi, o presidente Win Myint e outros altos funcionários do governo por causa de uma suposta fraude nas eleições gerais de 8 de novembro.

    Mais:

    Com blindados nas ruas, forças de segurança reprimem protestos em Mianmar (FOTOS, VÍDEO)
    Mianmar: militares dizem que não tiveram outra opção a não ser tomar o poder
    Canadá impõe sanções contra 9 militares de Mianmar
    G7, Estados Unidos e União Europeia condenam golpe em Mianmar e pressionam militares com sanções
    Tags:
    Mianmar, EUA, sanções, golpe de Estado, manifestação, manifestantes, protesto, protestos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar