18:19 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3373
    Nos siga no

    Há novos indícios provenientes dos meios militares da China e dos EUA de que as tensões entre os dois países vão continuar sob a nova administração americana.

    O Comando do Teatro de Operações do Sul do exército chinês – responsável por vigiar as águas disputadas do mar do Sul da China - conduziu exercícios de fogo real para testar a sua resposta a repetidos ataques com mísseis vindos do "mar distante", reportou a Televisão Central Chinesa (CCTV, na sigla em inglês) no sábado (27), sem revelar quando e onde o exercício teve lugar, de acordo com o South China Morning Post.

    O exercício em causa envolveu o destróier de mísseis Yinchuan, a fragata Hengyang, o navio de desembarque anfíbio Wuzhishan e o navio de suporte Chagan Hu, informa a mídia chinesa.

    Contudo, ao mesmo tempo, os EUA estão aumentando suas atividades de reconhecimento na área.

    O USNS Impeccable está navegando em redor das ilhas Paracel, e qual é o destino? Este tipo de pontos de trilha regulares é incomum para um navio de reconhecimento nesta área.

    O USAF RC-135U está operando sobre mar do Sul da China, em 27 de fevereiro.

    As tensões entre Washington e Pequim, nomeadamente nas áreas do mar do Sul da China e do estreito de Taiwan, têm vindo a aumentar, nomeadamente pelo fato de o gigante asiático se opor às atividades militares estadunidenses e de seus aliados nas áreas mencionadas, de acordo com o South China Morning Post.

    Mais:

    EUA tornam o estreito de Taiwan o ponto mais 'quente' da geopolítica atual, diz mídia
    Força Aérea de Taiwan entra em ação após manobras militares chinesas no mar do Sul da China
    Especialista aponta 3 razões para Pequim querer controlar o mar do Sul da China
    Tags:
    tensão geopolítica, exercícios militares, Mar do Sul da China, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar