07:21 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    O estado de Uttarakhand, no norte da Índia, declarou como mortas todas as 135 pessoas desaparecidas depois do rompimento de uma geleira no início deste mês.

    Em 7 de fevereiro, a geleira no distrito de Chamoli rompeu, elevando o nível da água de um rio abastecido pela geleira e destruindo diversas casas ao longo de sua margem na região do Himalaia. De 204 pessoas inicialmente desaparecidas, apenas 69 corpos foram recuperados.

    O secretário de Saúde do estado de Uttarakhand, Amit Negi, assinou uma notificação oficial para começar a emitir certidões de óbito para as famílias das pessoas desaparecidas, segundo o jornal Hindustan Times.

    "Em circunstâncias excepcionais, como a catástrofe de Chamoli, se uma pessoa desaparecida estiver possivelmente morta para além de todas as possibilidades de estar viva, mas seu corpo ainda não foi encontrado, nesse caso, as autoridades poderiam declará-la morta, emitindo a certidão de óbito para os membros de sua família após um inquérito exigido", dizia a notificação.

    Os funcionários ainda estão lidando com os danos materiais causados pelo incidente. Na segunda-feira (22), ministros regionais se reuniram para discutir os riscos apresentados por um lago artificial que se formou no fim do vale, informou o jornal.

    Mais:

    Naufrágio deixa ao menos 7 mortos em lago no Egito
    Avião cai na Nigéria deixando 7 mortos (VÍDEO)
    Após incidente, Boeing recomenda suspensão das operações com a aeronave modelo 777
    Após derramamento de alcatrão, Israel fecha todas as praias do Mediterrâneo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar