19:57 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    31328
    Nos siga no

    Na quinta-feira (18), os congressistas republicanos dos Estados Unidos, Rick Scott e Guy Reschenthaler, reintroduziram projeto de lei autorizador do uso de força militar norte-americana em caso de ataques da China a Taiwan.

    No mesmo dia, o senador republicano Rick Scott emitiu declaração de reintrodução da Lei de Prevenção de Invasão a Taiwan (TIPA, na sigla em inglês) para "proteger Taiwan da crescente agressão comunista da China", escreve portal Taiwan News.

    O senador republicano acrescentou se tratar do fortalecimento das relações entre os EUA e a ilha autogovernada, e reforço da capacidade taiwanesa de resistir às "políticas agressivas e ações militares" do Partido Comunista chinês.

    Scott exortou os EUA a agir e apoiar o "nosso aliado pacífico e democrático, Taiwan", criticando aquilo que descreveu como a "política de apaziguamento da administração Biden em relação à China comunista".

    Tiros de artilharia em manobras militares do Exército de Taiwan
    © AP Photo / Wally Santana
    Tiros de artilharia em manobras militares do Exército de Taiwan
    Senador americano advertiu que se "Biden não enfrentar o secretário-geral Xi [Jinping]", haverá "consequências absolutamente devastadoras" para segurança nacional dos EUA e dos seus aliados.

    Por sua vez, o deputado republicano Guy Reschenthaler apontou que China tem nos últimos meses "intensificado as hostilidades contra Taiwan", sendo este último um "parceiro-chave de segurança" dos EUA.

    O deputado republicano observou que a lei TIPA "capacita e fortalece" Taiwan, apelando para um acordo de livre comércio, aumento de cooperação bilateral em segurança e autorização de uso de força militar para proteger Taiwan em caso de ataque direto.

    Mais:

    Austrália continuará operando no mar do Sul da China após aviso de Pequim sobre Taiwan
    Caças da China e avião espião dos EUA entram em zona de identificação aérea de Taiwan, relata Taipé
    China está de olho em navio dos EUA perto de Taiwan e responderá a todas as provocações, diz Pequim
    Tags:
    Congresso dos EUA, projeto de lei, Taiwan, ajuda militar, Partido Comunista, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar