07:32 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 143
    Nos siga no

    Especialista chinês refuta alegadas suspeitas sobre cheia criada por um lago glacial na Índia ter sido causada por explosões remotas planejadas e conduzidas pela China.

    Na verdade, ele vai mais longe, sugerindo que a principal causa do rompimento da geleira foram as construções militares indianas na zona, que afetaram negativamente o ambiente ecológico da região.

    "Os problemas do ambiente ecológico e da eliminação do permafrost devem ser tomados em consideração quando há construção de projetos hidrelétricos em áreas voláteis", contou Hu Zhiyong, pesquisador do Instituto de Relações Internacionais na Academia de Ciências Sociais de Xangai, neste sábado (12) ao Global Times. "Porém, o governo indiano ignorou as objeções dos especialistas e os protestos dos residentes locais."

    O rompimento da geleira, ocorrido em 7 de fevereiro no Himalaia, derrubou uma pequena barragem hidrelétrica, deixando cerca de 32 mortos e 125 desaparecidos.

    No entanto, este tipo de cheia já não é tão incomum na região do Himalaia que, por sua vez, têm visto suas temperaturas subirem a uma velocidade alarmante nos últimos anos. Deste modo, com o derreter do gelo das geleiras, do solo e das rochas, o risco de inundações e deslizamentos de terra também aumenta, e por essa razão o ecossistema desta região se tornou demasiado frágil para suportar grandes projetos.

    Nas palavras de Hu, "o rompimento da geleira na Índia, na semana passada, não poderia ter sido causada por sabotagem da China da infraestrutura próxima. Em vez disso, os militares indianos construíram várias instalações militares na área, contribuindo para o derretimento da geleira […] Por outro lado, antes da construção da ferrovia Qinghai-Tibete, a China conduziu muitos testes de permafrost, obtendo uma vasta quantidade de informação direta, assegurando a segurança ecológica ao longo da linha ferroviária", informou Hu, citado pela mídia chinesa.

    "O governo indiano nunca reflete sobre suas próprias ações destrutivas sempre que há um problema. Em vez disso, normalmente culpa a China para evitar ser responsabilizado pelos partidos da oposição e pelo povo do país", concluiu Hu.

    Mais:

    China se recusa a fornecer à OMS dados sobre primeiros casos da COVID-19, reporta mídia americana
    Progresso diplomático na promoção de vacinas da Rússia e China 'preocupa' EUA
    'Política da Índia não se baseia em vingança', diz especialista sobre chegada da Covaxin ao Brasil
    Tags:
    Himalaia, catástrofe climática, geleira, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar