21:22 20 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    121
    Nos siga no

    A aeronave envolvida na catástrofe de janeiro sob o mar da Indonésia teria ligado o acelerador do motor direito, mas não o do motor esquerdo, levando Boeing Co 737-500 a girar e cair no mar.

    O avião comercial indonésio, que partiu em 9 de janeiro de Jacarta, capital indonésia, caiu no mar da Indonésia e ocasionou a morte de todas as 65 pessoas a bordo, sofria de falha no impulso dos motores, de acordo com um relatório preliminar de quarta-feira (10) do Comitê Nacional de Segurança dos Transportes da Indonésia (KNKT, na sigla em inglês).

    Segundo indica a organização, o Boeing Co 737-500 atingiu 2.484 metros de altitude após a decolagem, mas a alavanca que controla o acelerador esquerdo do motor se moveu para trás, ao mesmo tempo que os controles do motor direito permaneceram em sua posição original.

    Essa falha fez o Boeing Co 737-500 girar bruscamente em mais de 45 graus antes de perder altitude, até se afundar finalmente no mar.

    Membros da Marinha da Indonésia transportam em 15 de janeiro de 2021 destroços recuperados do voo aéreo SJ 182, que caiu em 9 de janeiro de 2021 no mar ao largo da costa de Jacarta, Indonésia
    © REUTERS / Antara Foto / Muhammad Adimaja
    Membros da Marinha da Indonésia transportam em 15 de janeiro de 2021 destroços recuperados do voo aéreo SJ 182, que caiu em 9 de janeiro de 2021 no mar ao largo da costa de Jacarta, Indonésia

    "Não sabemos se está quebrado ou não, mas é uma anomalia porque o [acelerador] esquerdo se afastou muito, [e] o direito não o fez como se estivesse preso", explicou Nurcayho Utomo, perito do KNKT aos repórteres, citado pela agência Reuters.

    Mais:

    Encontradas caixas pretas do avião que caiu na Indonésia
    Destroços e desespero: equipes de resgate em operações de busca após queda de avião na Indonésia
    Partes de corpos são encontradas no local do acidente de avião na Indonésia
    Avião que caiu na Indonésia não emitiu nenhum sinal de emergência
    Tags:
    Boeing, Reuters, Indonésia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar