05:21 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 15
    Nos siga no

    O secretário de Estado norte-americano, Antony J. Blinken, e o ministro das Relações Exteriores do Japão, Toshimitsu Motegi, expressaram preocupação nesta quarta-feira (10) com a "assertividade" chinesa no mar da China Oriental.

    Os chefes das diplomacias dos dois países conversaram nesta quarta-feira (10) por telefone para tratar de assuntos da agenda bilateral e da internacional, conforme relatou o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price. 

    ​Entre os temas abordados, os dois discutiram maneiras de fortalecer a cooperação com aliados para responder ao golpe militar em Mianmar, reafirmaram a "força da aliança EUA-Japão como a pedra angular da paz, segurança e prosperidade essenciais para um Indo Pacífico livre e aberto e deram as boas-vindas à cooperação regional adicional", segundo o porta-voz.

    "O secretário e o ministro das Relações Exteriores também expressaram preocupação com o aumento da assertividade chinesa em torno das ilhas Senkaku [controladas pelo Japão mas reivindicadas pela China] após a promulgação de uma nova lei da guarda costeira pela China. O secretário Blinken reafirmou que as Senkaku se enquadram no escopo do Artigo V do tratado de segurança EUA-Japão."

    Acordo sobre tropas

    Os EUA e o Japão concordaram em prorrogar por mais um ano o atual acordo para hospedar tropas norte-americanas em Tóquio, cerca de 55 mil militares. Segundo a resolução, o Japão arcará com cerca de 200 bilhões de ienes (aproximadamente R$ 61,7 bilhões), quase o mesmo valor do ano passado, informa o jornal South China Morning Post. O contrato atual, de cinco anos, vai expirar em março. As negociações para compartilhamento de custos além da extensão de um ano serão retomadas em abril.

    Nas novas negociações, o Japão e os EUA devem discutir o fortalecimento da aliança, incluindo novos campos de defesa, como espaço e segurança cibernética.

    Mais:

    Relatada 'invasão' das águas territoriais do Japão por 4 embarcações chinesas
    Mísseis norte-coreanos 'podem atingir bases dos EUA no Japão e Coreia do Sul', diz especialista
    Ministro da Defesa do Japão nega alegações sobre acordo secreto com militares dos EUA
    Pentágono confirma que vai apoiar Japão e defender ilhas Senkaku contestadas pela China
    Tags:
    Ilhas Senkaku, Antony Blinken, Mar da China Oriental, Pacífico, Ásia, Estados Unidos, EUA, Japão, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar