12:03 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    331
    Nos siga no

    O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, comentou nesta nesta terça-feira (9) os recentes protestos em Mianmar após o golpe de Estado que ocorreu no país.

    Price afirmou que os Estados Unidos condenam veementemente a violência das forças de segurança de Mianmar contra as pessoas que protestam contra o recente golpe militar. Ele também reiterou seu apelo para que os militares abram mão do poder no país.

    "Condenamos veementemente a violência contra os manifestantes. Todos os indivíduos em Mianmar têm direito à liberdade de expressão e associação, reunião pacífica, inclusive para fins de protesto pacífico", disse Price.

    "Repetimos nossos apelos para que os militares renunciem ao poder, restaurem governos eleitos democraticamente, libertem os detidos e retirem todas as restrições de telecomunicações e evitem a violência", acrescentou.

    Polícia usa canhão de água para dispersar manifestantes na capital de Mianmar, Naypyidaw, 8 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Stringer
    Polícia usa canhão de água para dispersar manifestantes na capital de Mianmar, Naypyidaw, 8 de fevereiro de 2021

    Price disse também que os Estados Unidos fornecerão mais detalhes sobre a resposta norte-americana à situação em Mianmar nos próximos dias.

    O Exército de Mianmar assumiu o poder do país em 1º de fevereiro e declarou estado de emergência. No último domingo (7), milhares de pessoas participaram de um protesto em Mianmar contra o golpe de Estado.

    Mais:

    Biden exige que militares de Mianmar 'renunciem ao poder'
    Milhares vão às ruas de Mianmar em protesto contra o golpe militar no país (FOTOS, VÍDEOS)
    Presidente de Mianmar é transferido para lugar desconhecido
    Tags:
    Mianmar, EUA, violência, Departamento de Estado, golpe de Estado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar