00:26 07 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8314
    Nos siga no

    A ativista sueca teve reações "de pegar fogo" na Índia, após se mostrar "solidária" a agricultores indianos em tweet. Como resultado, Greta foi acusada de ser parte de uma "conspiração" criminosa internacional.

    Multidão furiosa na Índia queimou pôsteres de Greta Thunberg e da cantora norte-americana Rihanna, que em tweets apoiaram e pediram mais visibilidade aos protestos de agricultores indianos. No fim das contas, as personalidades acabaram pondo mais lenha em uma situação já complicada. Indianos contrários aos protestos de agricultores tacaram fogo nos pôsteres de ambas, e acusaram-nas de "interferência internacional".

    • Pôster de Greta Thunberg antes de ser queimado
      Pôster de Greta Thunberg antes de ser queimado
      © REUTERS / Danish Siddiqui
    • Ativista da Frente Hindu Indiana Unida prestes a incendiar pôsteres de Greta Thunberg e de Rihanna Pôster de Greta Thunberg antes de ser queimado
      Ativista da Frente Hindu Indiana Unida prestes a incendiar pôsteres de Greta Thunberg e de Rihanna Pôster de Greta Thunberg antes de ser queimado
      © REUTERS / Danish Siddiqui
    • Indianos contrários aos protestos de agricultores tacaram fogo nos pôsteres de Greta Thunberg e de Rihanna, acusando-as de interferência internacional
      Indianos contrários aos protestos de agricultores tacaram fogo nos pôsteres de Greta Thunberg e de Rihanna, acusando-as de "interferência internacional"
      © REUTERS / Danish Siddiqui
    1 / 3
    © REUTERS / Danish Siddiqui
    Pôster de Greta Thunberg antes de ser queimado

    A ativista sueca, que recentemente se tornou maior de idade, tweetou em sua plataforma com mais de cinco milhões de seguidores uma espécie de lista sobre o que se deve fazer para apoiar os agricultores, indo de conselhos de campanha como de petições.

    Ativistas da Frente Hindu Indiana Unida queimaram pôsteres da ativista climática Greta Thunberg e da cantora Rihanna, depois de ambas terem comentado nas redes sociais suporte aos protestos de agricultores no país.

    Segundo a polícia indiana, surgiu a sugestão de o tweet de conselhos de Thunberg estar ligado a um grupo pró-Khalistan, que visa criar um país independente para a comunidade Sikh, no estado norte indiano de Punjab, localizado perto da fronteira com o Paquistão. Nas palavras do comissário Praveer Ranjan, o tweet teria como objetivo causar "desarmonia social" na Índia, pelo que o caso foi registrado sob acusações de conspiração.

    No entanto, a jovem ativista já deu sua resposta ao saber da investigação policial, afirmando no Twitter que se mantém ao lado dos agricultores indianos.

    Eu continuo com os agricultores e apoio o protesto pacífico deles. Nenhum ódio, ameaças ou violações de direitos humanos nunca vai mudar isso.

    Mais:

    Leopardo fica preso com cão em banheiro e dá susto em 'curioso' na Índia
    'Prepare-se para vingança': diria nota para embaixador de Israel encontrada após explosão na Índia
    FOTOS de satélite mostram que China estaria construindo posto e estrada perto da fronteira com Índia
    Tags:
    agricultores, protestos, ativismo, Rihanna, Greta Thunberg, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar