10:57 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    142
    Nos siga no

    O presidente indiano Ram Nath Kovind afirmou diante do parlamento de seu país que o governo enviou forças militares adicionais para a área disputada com a China no Himalaia.

    Na declaração, Kovind disse:

    "Meu governo está totalmente comprometido com a proteção e interesses do país e também está vigilante. Forças adicionais foram mobilizadas para proteger a soberania da Índia na Linha de Controle Real [LAC, na sigla em inglês]", publicou o The Indian Express as palavras do presidente.

    No total, a China e a Índia possuem uma fronteira de 3.488 km de extensão, a maior parte da qual passa por um território montanhoso.

    A fala de Kovind se dá um dia após o ministro das Relações Exteriores indiano, Subrahmanyam Jaishankar, ter criticado e acusado a China de enviar um número massivo de tropas e construir infraestrutura na fronteira.

    Jaishankar também ressaltou os efeitos do conflito armado de junho de 2020, quando 20 militares indianos vieram a falecer em um embate fronteiriço com tropas chinesas.

    Segundo o chanceler, o evento "perturbou profundamente" a relação entre os dois países asiáticos e "mostrou a vontade de romper a paz e a tranquilidade".

    Ainda nesta segunda-feira (25), o The Times of India reportou um novo choque entre tropas ocorrido na região de Sikkim há cerca de uma semana.

    Soldados de ambos os lados teriam ficado feridos.

    Mais:

    Brasil e Índia aprofundam relações para 'contrabalançar' peso da China, analisa especialista
    Coreia do Sul conclui desenvolvimento de novo posto de comando blindado (FOTOS)
    Reino Unido estaria com 'apetite' em se juntar à 'OTAN asiática' para conter China
    Tags:
    tropas, tensão, fronteira, China, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar