17:55 13 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    Um relatório japonês avisa que os níveis de radiação em algumas zonas da usina nuclear são suficientemente elevados para acabar com a vida de uma pessoa em poucas horas.

    Faltando cerca de um mês para o décimo aniversário do acidente na usina nuclear de Fukushima-1, a Autoridade de Regulação Nuclear do Japão publicou na segunda-feira (26) a primeira versão de relatório interno com resultados da investigação de uma falha que indica que, em algumas áreas da usina, os níveis de radiação permanecem extremamente altos, o que poderia demorar o processo de demolição do complexo, informa o jornal The Japan News.

    De acordo com documento, a concentração da contaminação foi localizada perto do quinto andar dos edifícios dos reatores nas segunda e terceira unidades. Em termos de dose, a radiação detectada seria equivalente a vários sieverts por hora, o que significa que se uma pessoa entrasse na área contaminada, absorveria uma dose fatal em apenas algumas horas.

    Dosímetro mostra nível elevado de radiação em Fukushima
    © Foto / Arkadiusz Podniesinski/REX
    Dosímetro mostra nível elevado de radiação em Fukushima
    Além do mais, analisando as obras realizadas após o acidente que ocorreu em março de 2011 na sequência de um terremoto e posterior tsunami, o documento ressaltou a importância de garantir o funcionamento da ventilação dentro das unidades da usina.

    Planeja-se que a demolição comece com a eliminação dos resíduos de combustível nuclear do reator da segunda unidade. Conforme o percurso de extração, poderia ser necessário retirar a tampa de proteção do reator, um procedimento que levaria bastante tempo para ser concluído, não apenas pela necessidade de precaução devido a altos níveis de radiação, mas também pela dificuldade de levantar a tampa, que pesa 465 toneladas.

    Mais:

    Poderiam planos dos EUA de criar usina nuclear na Lua arrastar China para corrida espacial?
    Irã reforça defesa antiaérea perto de usinas nucleares devido a possíveis ataques dos EUA, diz mídia
    Explosão planejada em usina nuclear na Turquia acaba danificando prédios nos arredores (VÍDEO)
    Presidente da Bolívia anuncia reativação de projeto de usina nuclear em parceria com Rússia
    Tags:
    radiação, Usina Nuclear de Fukushima, Fukushima, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar