02:31 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    61532
    Nos siga no

    Neste domingo (24), o Comando Indo-Pacífico dos EUA (INDOPACOM, na sigla em inglês) anunciou que um porta-aviões dos EUA e navios de escolta entraram no mar do Sul da China para operações de rotina.

    "O grupo do porta-aviões Theodore Roosevelt [TRCSG] entrou no mar do Sul da China no dia 23 de janeiro para conduzir operações de rotina. O TRCSG está em uma missão programada da 7ª Frota dos EUA para garantir a liberdade nos mares, construir parcerias que promovam a segurança marítima e conduzir uma ampla gama de operações", comunicou.

    Taiwan, que Pequim considera como parte de seu território, recentemente acusou a China de invadir a zona de identificação de defesa aérea (ADIZ, na sigla em inglês) da ilha.

    No sábado (23), o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington estreitaria os laços com Taiwan e instaria a China a cessar as supostas pressões militares, diplomáticas e econômicas sobre Taiwan.

    Porta-aviões USS Theodore Roosevelt chega à baía de San Diego, 9 de julho de 2020
    © AP Photo / Gregory Bull
    USS Roosevelt navegando

    Os EUA, bem como diversos outros países, não reconhecem Taiwan como nação soberana e, oficialmente, aderem à política de "Uma só China". Contudo, Washington seguiu mantendo relações informais com a ilha mesmo após romper as relações diplomáticas com ela em 1979.

    Taiwan e a China têm se acusado mutuamente de violar as respectivas zonas de identificação de defesa aérea, com Taipei relatando no início deste mês que havia registrado 380 "incursões" de aeronaves chinesas em sua ADIZ em 2020. A zona da China também se sobrepõe às da Coreia do Sul e do Japão, resultando em frequentes tensões entre os países asiáticos e seus aliados. A ADIZ de Taiwan foi estabelecida pelos militares dos EUA após a Segunda Guerra Mundial.

    Pequim considera Taiwan uma província separatista e espera ver a ilha reintegrada à República Popular da China em algum momento no futuro. Taiwan, por sua vez, há muito governada por forças nacionalistas chinesas que fugiram para Taiwan após o fim da Guerra Civil da China em 1949, reivindica toda a China continental, a Mongólia, bem como territórios pertencentes à Rússia, Tajiquistão, Paquistão, Afeganistão, Japão, Índia, Butão e Birmânia.

    Mais:

    Filipinas solicitarão apoio militar aos EUA em caso de ataque de Pequim no mar do Sul da China
    Washington entra em jogo perigoso com Pequim no mar do Sul da China, avalia especialista
    Destróier dos EUA atravessa estreito de Taiwan rumo ao mar do Sul da China
    Tags:
    China, Taiwan, porta-aviões, Marinha, disputa marítima, disputa política, disputa territorial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar