20:40 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1161
    Nos siga no

    Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, divulgou na terça-feira (12) um comunicado criticando Seul por monitorar desfile militar em Pyongyang, segundo a agência KCNA.

    Na segunda-feira (11), a agência de notícias Yonhap reportou que militares sul-coreanos detectaram sinais de desfile militar em Pyongyang na noite de domingo (10). Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, teria comentado a declaração sul-coreana, segundo a agência KCNA.

    "Há mais de 200 países no mundo, mas só a Coreia do Sul mostra atitude hostil e suspeitosa conhecida pelo uso de tais frases como 'captura do evento' e 'rastreamento preciso' de celebrações no Norte", declarou Kim Yo-jong, contando que a capital norte-coreana está organizando uma série de eventos para celebrar o Oitavo Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia.

    Segundo a irmã de Kim Jong-un, as palavras usadas pelas autoridades sul-coreanas são "uma óbvia expressão de abordagem hostil aos concidadãos do Norte".

    "Estamos apenas realizando um desfile militar na cidade capital, e não exercícios militares visando alguém ou lançando algo. Por que eles [sul-coreanos] se dão ao trabalho de levantar o pescoço para acompanhar o que está acontecendo no Norte?", indagou.

    "Os sul-coreanos são, de verdade, um grupo bizarro e difícil de entender. Eles são idiotas e estão no topo da lista de mau comportamento, uma vez que eles só estão interessados em coisas que provocam risos no mundo."

    As inteligências sul-coreana e norte-americana, citadas pelo NK News, têm "atentamente monitorado [a situação], considerando a possibilidade de o desfile ter feito parte do evento do Congresso do Partido ou ter sido 'prática' com antecedência".

    A irmã do líder norte-coreano é apontada como sendo "o número dois" no Partido dos Trabalhadores da Coreia, com muitos indagando a possibilidade de Yo-jong se tornar "a primeira ditadora da história contemporânea", segundo jornalista veterano Donald Kirk, citado pela Independent.

    Quando surgiram alegações de "graves" problemas de saúde de Kim Jong-un, Kim Yo-jong foi considerada a possível sucessora de seu irmão.

    Mais:

    Avião espião dos EUA 'sobrevoa' Coreia do Sul em meio a 'preparo' para desfile militar em Pyongyang
    Pela 1ª vez na história, Coreia do Sul registra baixa na taxa de natalidade
    Irã adverte Coreia do Sul para não politizar apreensão de petroleiro, exigindo liberação de fundos
    Tags:
    desfile militar, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Kim Jong-un
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar