14:21 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)
    181
    Nos siga no

    Um grupo de biomédicos da Índia foi o primeiro a isolar com sucesso a cepa "britânica" do novo coronavírus, informou o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR, na sigla em inglês) neste sábado (2).

    "A variante do Reino Unido do vírus, com todas as alterações de assinatura, foi isolada e cultivada com sucesso no Instituto Nacional de Virologia [NIV, na sigla em inglês] a partir de amostras clínicas de indivíduos retornados do Reino Unido", disse o ICMR no Twitter, onde também ressaltou que nenhum outro país havia conseguido realizar tal feito.

    A Índia conseguiu cultivar com sucesso a nova cepa viral no horizonte [variante do Reino Unido do SARS-CoV-2].

    O ICMR acrescentou que seus cientistas usaram células da linhagem Vero como hospedeiras para isolar o vírus. Assim, a cultura ajudará agora os pesquisadores a estudar a nova cepa mais de perto.

    A variante britânica do coronavírus foi detectada pela primeira vez em Kent, na Inglaterra, em setembro. Dois meses depois, as autoridades do Reino Unido anunciaram que as mutações estavam aumentando a facilidade de transmissão do SARS-CoV-2 e poderiam ser a causa de uma nova onda de infecções.

    O anúncio estimulou muitos países a suspender as viagens aéreas de e para o Reino Unido. Pouco tempo depois, alguns países começaram a detectar a nova cepa em seus territórios. Na última quinta-feira (31), o laboratório de diagnóstico Dasa informou que detectou dois casos da variante "britânica" em São Paulo.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)

    Mais:

    Índia: chumbo e níquel são encontrados em sangue de pessoas com doença misteriosa
    Índia atinge 10 milhões de casos confirmados do novo coronavírus
    Índia reporta surto de infecção fúngica entre doentes com COVID-19 que pode matar em 50% dos casos
    Tags:
    COVID-19, Índia, pesquisa científica, novo coronavírus, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar