11:33 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4310
    Nos siga no

    Pyongyang desperdiçou a oportunidade de reinventar fundamentalmente as relações com os EUA sob a presidência de Donald Trump, afirmou o principal representante de Washington em Seul, na Coreia do Sul.

    Na quinta-feira (10), discursando para um think tank em Seul, durante a visita para encontrar funcionários de segurança sul-coreanos, o subsecretário de Estado dos EUA, Stephen Biegun, declarou que ficou decepcionado com as negociações de desnuclearização estagnadas, e que não houve muito progresso durante seu tempo de liderança, de acordo com agência Reuters.

    "Infelizmente, muitas oportunidades foram desperdiçadas por nossos colegas da Coreia do Norte durante os últimos dois anos, que frequentemente se dedicaram à procura de obstáculos nas negociações e não aproveitaram oportunidades de comprometimento", declarou Biegun, citado pela Reuters.

    O subsecretário defendeu a decisão de Trump em focar na diplomacia de alto nível com o líder Kim Jong-un, e de evitar pequenos passos a favor de um acordo importante, no qual a Coreia do Norte entregaria suas armas nucleares e os dois lados normalizariam as relações.

    "Esta visão era audaciosa e fez muitos defensores do incrementalismo desconfortáveis", disse Biegun.

    Após trocar insultos e ameaças nucleares entre si, Donald Trump e Kim Jong-un se encontraram pela primeira vez em 2018 em Singapura, onde assinaram uma declaração pedindo a desnuclearização e novas tendências nas relações entre os dois antigos adversários.

    O segundo encontrou ocorreu em Hanói, capital do Vietnã, em 2019, mas os líderes não chegaram a um acordo.

    As negociações seguintes não progrediram e Pyongyang rejeitou os pedidos de Biegun para mais engajamentos, afirmando que os Estados Unidos não parecem sérios em abandonar sua política hostil.

    Stephen Biegun convocou a Coreia do Norte para retomar as negociações nos próximos meses.

    Mais:

    AIEA suspeita que Coreia do Norte mantém atividades nucleares em instalação secreta
    Rússia rechaça novas sanções dos EUA ligadas à Coreia do Norte
    Coreia do Norte ordena às suas missões no exterior a não contradizerem EUA após vitória de Biden
    Tags:
    Donald Trump, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar