16:42 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1345
    Nos siga no

    A China se pronunciou nesta quarta-feira (9) contra as sanções unilaterais aplicadas pelos Estados Unidos sobre suas empresas e embarcações, declarou o Ministério das Relações Exteriores chinês.

    Ontem (8), o Departamento do Tesouro dos EUA incluiu quatro navios de carga e seis empresas da China na lista de sanções por supostamente participarem no transporte de carvão da Coreia do Norte.

    "Somos contrários que qualquer país, com base em suas leis internas, recorra a sanções unilaterais e jurisdição extraterritorial sobre entidades e indivíduos chineses", disse o porta-voz do ministério, Zhao Lijian.

    De acordo com o diplomata, a China continuará a tomar as medidas necessárias para defender os interesses e direitos legítimos de empresas e indivíduos chineses.

    As seis entidades incluídas na lista de sanções são Weihai Huijiang Trade Ltd, Always Smooth Ltd, Good Siblings Ltd, Korea Daizin Trading Corporation, Silver Bridge Shipping Co-HKG e Thinh Cuong Co Ltd, enquanto as quatro embarcações são Calm Bridge, Asia Bridge, Lucky Star e Star 18.

    As sanções dos Estados Unidos contra o carvão da Coreia do Norte datam de 2017, quando Washington começou a visar indivíduos e entidades responsáveis ​​por financiar e apoiar os programas de armas nucleares e mísseis balísticos de Pyongyang.

    Mais:

    'China é a maior ameaça para os EUA desde a 2ª Guerra Mundial' diz chefe de Inteligência dos EUA
    EUA suspendem 5 programas de intercâmbio cultural com a China alegando 'propaganda'
    JCPOA: europeus traíram o Irã, mas Rússia e China enfrentaram os EUA, diz político iraniano
    Tags:
    China, EUA, sanções, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar