13:15 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    120
    Nos siga no

    A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse que proibirá jantares em restaurantes após as 18h e anunciou novas medidas para conter o aumento de casos do novo coronavírus no território.

    Lam, fez o anúncio nesta terça-feira (8) em sua coletiva de imprensa semanal. Ela disse que o governo também estudaria medidas de alívio adicionais para os afetados pelas restrições mais recentes.

    "A situação é muito preocupante. Esta onda é mais complicada e mais severa do que a última. Os casos confirmados estão amplamente espalhados. Se não controlarmos de forma estrita, haverá riscos maiores. Desta vez, implementaremos medidas de supressão destinadas a limitar o fluxo de pedestres nas ruas", disse Lam aos repórteres, conforme publicado pela Reuters.

    As pessoas se sentam no AIA Vitality Park para uma exibição de filme ao ar livre em Hong Kong
    © REUTERS / LAM YIK
    Pessoas sentadas no AIA Vitality Park para uma exibição de filme ao ar livre em Hong Kong, na China

    O governo já pediu aos residentes do território que fiquem em casa e limitem as reuniões a não mais de duas pessoas, enquanto a maioria dos funcionários públicos trabalha em casa.

    As novas medidas a serem anunciadas incluirão o fechamento, mais uma vez, de academias e salões de beleza. Lam não forneceu detalhes ou disse quando as regras entrarão em vigor.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Nova crise? Oposição de Hong Kong apresenta renúncia em massa após novas medidas de Pequim
    Polícia de Hong Kong prende 3 pessoas sob suspeita de ajudar atividades separatistas
    Tóquio condena detenção de ativistas em Hong Kong
    Tags:
    pandemia, sociedade, restaurante, novo coronavírus, COVID-19, saúde, governo, Hong Kong
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar