13:54 24 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    180
    Nos siga no

    Os relatos obtidos pela Sputnik ainda não confirmaram que se trata de uma doença infecciosa, não se tratando também de uma questão sobre o tipo de água que as pessoas teriam bebido.

    Autoridades médicas da cidade indiana de Eluru, no estado de Andhra Pradesh, se depararam com uma doença misteriosa que tem sido relatada na cidade desde sábado (5). Pelo menos 345 pessoas se queixaram de epilepsia, convulsões, vertigem, vômitos e escorrimento de espuma da boca, disse um funcionário à Sputnik Internacional.

    Um agente da saúde da cidade de Eluru afirmou que é muito cedo para dizer algo sobre o assunto.

    "As equipes estão trabalhando para apurar a causa da doença. Uma pessoa morreu até agora, mas a maioria dos pacientes estava bastante normal e em recuperação", disse o funcionário sob anonimato.

    Ele também descartou relatos de contaminação da água, enfatizando que as pessoas que não consomem a água municipal da cidade também adoeceram.

    "Por enquanto, a doença não se espalhou de uma pessoa para outra, entretanto não há restrição de idade para a doença. Pessoas de áreas onde a distribuição de água do município de Eluru não está disponível também adoeceram. Mesmo aqueles que bebem apenas água mineral diariamente também foram hospitalizados", acrescentou.

    O Ministério da Saúde da Índia criou um comitê para investigar o surgimento súbito da doença em Eluru e arredores.

    Uma equipe de médicos do principal hospital e centro de pesquisa médica da Índia, o Instituto de Ciência Médica de Toda a Índia (AIIMS), está de visita a Eluru para descobrir a causa por trás da doença não identificada, sendo esperado que os médicos apresentem um relatório preliminar até terça-feira (8) à noite.

    Enquanto isso, Alla Kali Krishna Srinivas, vice-chefe e ministro da Saúde do estado, disse que foram enviadas amostras de sangue dos pacientes ao laboratório e que não foi detectada nenhuma infecção viral.

    "Os pacientes, de fato, também foram testados para a COVID-19, e todos os relatórios foram negativos", disse Srinivas à mídia.

    Não seria novidade

    Segundo Sergei Voznesensky, doutorado em medicina e professor assistente do departamento de doenças infecciosas da Universidade Russa da Amizade dos Povos, a doença não deve ser nova.

    "Primeiro, pelo que entendo, não há absolutamente nenhuma informação sobre o diagnóstico dessas pessoas. Por isso, dizer inequivocamente que esta é uma patologia infecciosa ainda é prematuro", comentou à Sputnik.

    Além disso, a Índia, diz o especialista, é um país "endêmico de um grande número de doenças infecciosas, incluindo a cólera".

    Mais:

    'Gangues' rivais de macacos acabam matando 2 homens esmagados na Índia
    Raios matam 147 pessoas durante 10 dias em estado na Índia
    Mais de 100 pessoas morrem na Índia em 2 dias atingidas por relâmpagos
    Tags:
    Sputnik News, COVID-19, Ministério da Saúde, Sputnik, Índia, Andhra Pradesh
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar