08:41 20 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    130
    Nos siga no

    Nesta quinta-feira (3), o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a pandemia do novo coronavírus mostrou a necessidade de reformar o atual sistema da Organização das Nações Unidas (ONU).

    Erdogan deu a declaração durante reunião especial da Assembleia Geral para combater a pandemia.

    "A pandemia nos mostrou que o sistema da ONU deve ser reformado à luz das ameaças e necessidades de hoje. As capacidades da Assembleia Geral da ONU devem ser expandidas para tornar a organização mais eficaz, democrática, justa e transparente", disse Erdogan em uma mensagem de vídeo gravada.

    Erdogan pediu a cooperação e solidariedade dos Estados-membros da ONU na luta contra a pandemia, acrescentando que a comunidade mundial está enfrentando o maior desafio global do século. O presidente turco acrescentou ainda que existem grupos vulneráveis ​​que foram mais afetados pela pandemia, apontando que deve ser dada especial atenção à proteção dos direitos das mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência.

    Pedestres passam por cartaz em que está escrito Turquia e Azerbaijão: dois Estados, uma nação, em Ancara, Turquia, 8 de outubro de 2020
    © AP Photo / Burhan Ozbilici
    Pedestres passam por cartaz em que está escrito "Turquia e Azerbaijão: dois Estados, uma nação", em Ancara, Turquia, 8 de outubro de 2020

    Em setembro deste ano, durante a Assembleia Geral da ONU, Erdogan também disse que havia necessidade de reformas dos organismos internacionais multilaterais, incluindo a Organização das Nações Unidas, devido à ineficácia dos mecanismos globais existentes para lidar com a crise da COVID-19.

    Erdogan apontou também na oportunidade que houve demora de meses para o Conselho de Segurança incluir a pandemia em sua agenda. O líder turco disse que muitos países foram deixados por sua própria conta, acrescentando que o destino da humanidade não pode ficar à mercê de um número limitado de países.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Turquia convoca encarregado de negócios francês por caricaturas de Erdogan
    Erdogan elogia papel da Rússia no processo de paz de Nagorno-Karabakh
    'Assassinato hediondo': chancelaria da Turquia condena morte de físico nuclear iraniano
    Tags:
    COVID-19, Recep Tayyip Erdogan, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar