23:04 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Indonésia tem quase 130 vulcões ativos, mais do que qualquer outro país. Embora muitos mostrem altos níveis de atividade, erupção pode levar semanas ou até meses.

    Um vulcão na província indonésia de Nusa Tenggara entrou em erupção neste domingo (29), espalhando cinzas e fumaça a até quatro quilômetros de altura e forçando mais de 2.700 residentes a buscar refúgio. As informações são da Reuters.

    ​Evacuação pela erupção do vulcão Monte Ile Lewotolok, Lewoleba, Nusa Tenggara Oriental.

    Raditya Jati, porta-voz da agência de desastres do país, disse em um comunicado que a erupção do vulcão Ile Lewotolok, cerca de 2.600 quilômetros a leste da capital da Indonésia, Jacarta, causou pânico entre os que vivem nas proximidades.

    Cerca de 2.780 pessoas de 26 aldeias buscaram refúgio, embora nenhuma vítima tenha sido registrada até agora, disse Jati.

    População Wsrga entrou em pânico. Esperançosamente, a segurança é dada.

    O Centro de Vulcanologia e Mitigação de Riscos Geológicos da Indonésia disse em seu site que a área próxima ao vulcão provavelmente será inundada por "nuvens quentes, fluxo de lava, avalanche de lava e gás venenoso".

    ​Altura das cinzas vulcânicas no Monte ILE Lewotolok.

    Kasbani, o chefe do centro, disse à Reuters que o status do vulcão foi elevado ao segundo nível mais alto no sistema de alerta de quatro níveis da Indonésia devido a "ameaças crescentes".

    Existem apenas três outros vulcões com este nível, disse a agência. Entre eles estão o vulcão Merapi na ilha de Java e Sinabung em Sumatra, que entrou em erupção este mês.

    Mais:

    Cerca de 500 pessoas são presas na Indonésia em novo protesto contra lei trabalhista
    Indonésia rejeita solicitação dos EUA para hospedar aviões de vigilância
    Tubarão bebê 'ciclope' e albino é encontrado na Indonésia (FOTOS)
    Tags:
    erupção, vulcão, Indonésia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar