21:55 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3145
    Nos siga no

    Após se abster de comentar a possível vitória de Biden na eleição presidencial dos EUA, o presidente da China, Xi Jinping, enviou um telegrama de felicitação a Biden.

    Nesta quarta-feira (25), tendo em vista as eleições nos EUA, o presidente da China, Xi Jinping, enviou uma mensagem congratulando o candidato Joe Biden.

    "Levar à frente o desenvolvimento saudável e estável das relações entre a China e os EUA não só representam os interesses fundamentais das pessoas em ambos países, mas também vai ao encontro das expectativas da comunidade internacional", disse Xi, conforme publicação da agência Xinhua.

    Além disso, Jinping disse ter esperança de que os dois países vão manter o espírito de não-conflito, de anticonfrontação, respeito mútuo e cooperação mutuamente vantajosa. Assim como, foco na cooperação, resolução das diferenças e união com outros países e a comunidade internacional para promover a causa nobre da paz mundial e do desenvolvimento.

    Da mesma forma, seguindo os passos de Jinping, o vice-presidente chinês, Wang Qishan, enviou uma mensagem à vice de Biden, Kamala Harris, congratulando-a por sua eleição.

    Embora o presidente em exercício nos EUA, Donald Trump, se recuse a reconhecer a vitória de Biden, os principais canais midiáticos norte-americanos declararam Biden como o vencedor da eleição. Contudo, na segunda-feira (23), Trump anunciou que instruiu sua equipe para iniciar a transição presidencial, mas afirmou que manterá sua luta contra a suposta fraude nos votos.

    Mais:

    China manifesta 'repúdio' e chama de 'totalmente inaceitável' postagem de Eduardo Bolsonaro sobre 5G
    Trump ameaça punir empresas dos EUA que criem postos de trabalho na China
    Novas sanções mostram que administração Trump não 'finalizou' com China, escreve Bloomberg
    Tags:
    relações, EUA, Donald Trump, China, Joe Biden, eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar