02:02 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    A declaração conjunta entre a Rússia, a Armênia e o Azerbaijão pôs fim às hostilidades em Nagorno-Karabakh. Embora o acordo tivesse sido criticado, grande parte dos armênios considera a Rússia aliada.

    Desde 27 de setembro deste ano, Nagorno-Karabakh viveu duros combates entre forças azeris e armênias, devido ao desentendimento entre Erevan e Baku sobre o status da região.

    Contudo, no último dia 9, por intermediação de Moscou, as partes em conflito aceitaram uma declaração de cessar-fogo, apoiada pela introdução de uma força de paz russa, que colocou fim às hostilidades.

    A declaração conseguiu resolver diferentes questões de uma só vez. Em primeiro lugar, pôs fim ao conflito sangrento; evitou que as forças de Nagorno-Karabakh sofressem uma derrota completa; permitiu ainda que a guerra não atingisse o território da Armênia e do Azerbaijão.

    Se, por um lado, a posição da Rússia no conflito suscitou críticas, por outro, uma pesquisa feita a pedido do serviço russo da Rádio Sputnik mostrou que a grande maioria da população armênia vê com bons olhos a Rússia.

    'Rússia, aliada da Armênia'

    Na pesquisa, 83,8% dos entrevistados disseram que possuem opinião positiva sobre a Rússia, enquanto somente 9,4% possuem uma opinião negativa.

    Dados de pesquisa feita com armênios
    © Sputnik
    Dados de pesquisa feita com armênios

    Além disso, 84,6% dos entrevistados veem a Rússia como um aliado da Armênia, e 62,3% a consideram um país amigo com o qual a Armênia pode contar em momentos difíceis.

    Dados de pesquisa feita com armênios
    © Sputnik
    Dados de pesquisa feita com armênios

    Logo em seguida veio a França, considerada por 39,9% dos entrevistados um país amigo, enquanto o terceiro lugar foi para o Irã, com apenas 6,4%. Por sua vez, apenas 5,8% dos entrevistados encaram os EUA como país aliado com o qual os armênios podem contar.

    Dados de pesquisa feita com armênios
    © Sputnik
    Dados de pesquisa feita com armênios

    Ajuda político-militar

    Por outro lado, 79,6% dos entrevistados responderam que seu país poderia receber ajuda político-militar (armas, envio de tropas, ajuda política internacional, etc.) da Rússia.

    Em segundo lugar quanto a uma possível ajuda militar ficou a França (14,4% dos entrevistados), seguida do Irã (6,8%). Em quarto lugar ficaram os EUA com 5%. 

    Dados de pesquisa feita com armênios
    © Sputnik
    Dados de pesquisa feita com armênios

    Desta forma, a pesquisa provou que os temores de que a assinatura do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh teria enfraquecido a posição da Rússia na Armênia não se justificaram.

    A pesquisa foi feita em 17 de novembro. Foram entrevistadas 501 pessoas na Armênia por via telefônica.

    Mais:

    Ministros das Relações Exteriores de Rússia e Armênia discutem acordo de Nagorno-Karabakh
    Após acordo de cessar-fogo, manifestantes entram em confronto com policiais na Armênia (VÍDEO)
    Primeiros aviões da força de paz da Rússia para Nagorno-Karabakh aterrissam na Armênia (VÍDEO)
    Tags:
    Rússia, Nagorno-Karabakh, pesquisa, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar