01:28 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3103
    Nos siga no

    O Azerbaijão garantiu hoje (12) que nenhum monumento histórico e cultural localizado na região disputada de Nagorno-Karabakh será danificado depois que o país assumir o controle dos territórios citados no acordo de cessar-fogo.

    O acordo assinado por Rússia, Armênia e Azerbaijão na última terça-feira (10) resultou na perda da maioria dos territórios controlados pela autoproclamada república de Artsakh (Nagorno-Karabakh), de população majoritariamente armênia, depois que Baku e Erevan concordaram em ficar estacionados em suas atuais posições.

    Nesses territórios, existem diversas igrejas e monumentos históricos construídos há muito séculos, entre eles o monastério de Dadivank, que foi erguido entre os séculos IX e XIII.

    "No Azerbaijão, em geral, temos uma atitude muito atenta aos monumentos. Trabalhamos muito próximos com a UNESCO, que é chamada a proteger monumentos neste tema. Não sou um militar e não estou ali, mas posso garantir que nenhum monumento da história, muito menos da espiritualidade, será danificado", disse Polad Bulbuloglu, o embaixador azeri na Rússia, em uma coletiva de imprensa.

    Durante a última escalada no conflito em Nagorno-Karabakh, que começou no fim de setembro, as Forças Armadas do Azerbaijão bombardearam as ruínas da antiga cidade armênia de Tigranakert, e atingiriam duas vezes a Catedral de Ghazanchetsots, na cidade de Shusha.

    Mais:

    Azerbaijão afirma que suas forças tomaram 16 localidades em Nagorno-Karabakh
    Azerbaijão admite que derrubou helicóptero russo por acidente
    Moscou 'avalia positivamente' admissão de culpa do Azerbaijão por derrubada do Mi-24 russo
    Tags:
    Nagorno-Karabakh, Rússia, Armênia, Azerbaijão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar