00:52 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)
    0 11
    Nos siga no

    Cidadão americano testou positivo durante quarentena na capital do isolado arquipélago que está a 1.609 quilômetros de distância da Austrália.

    O mundo tem pouco mais de 51 milhões de casos da COVID-19 e 1,275 milhão de mortos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). São 217 países e territórios atingidos pelo coronavírus desde que a China registrou o primeiro caso em dezembro do ano passado.

    Até o início desta semana, o arquipélago de Vanuatu no Oceano Pacífico, com 300 mil habitantes, não tinha registrado nenhum caso. Agora tem, informou a rede de TV a cabo CNN.

    Um cidadão norte-americano de 23 anos testou positivo durante período de quarentena ao voltar dos Estados Unidos. O primeiro caso da COVID-19 na ilha que tem metade do tamanho do menor estado brasileiro, Sergipe, foi assintomático.

    "Medidas de distanciamento físico e de proteção pessoal foram aplicadas e mantidas durante todo o processo de chegada, durante o transporte e durante o registro nas instalações de quarentena", disse o Ministério da Saúde em um comunicado à imprensa, ainda acrescentando que o cidadão, que não teve o nome divulgado, está em isolamento.

    Um fator importante para que Vanuatu demorasse tanto tempo para registrar o primeiro caso da doença é sua locação remota. A ilha principal está a 1.609 quilômetros de distância da Austrália, sua maior referência territorial de vizinhança. E as demais ilhas do arquipélago não têm interação significativa de população.

    O governo local entende que o caso teve status fronteiriço - uma pessoa entrando e saindo do país - e decidiu não fechar escolas ou impor restrições em locais de trabalho e a reuniões sociais. Mas continuará encorajando seus cidadãos a lavar as mãos, inclusive em postos públicos, e a manter hábitos de higiene.

    Se a situação piorar, Vanuatu vai adotar o uso de máscaras e proibição de viagem entre as ilhas.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)

    Mais:

    Banco Mundial aprova verba de R$ 66,8 bilhões para financiar vacinas contra COVID-19 no mundo
    Número total de casos de COVID-19 no mundo ultrapassa 42 milhões
    Mundo registra mais de 500 mil novos casos de COVID-19 em 24 horas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar