02:10 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    A Polícia sul-coreana deteve dois cidadãos estrangeiros por supostamente colocarem cartazes com ameaças nas paredes da embaixada da França.

    Os detidos, de 25 anos, cuja nacionalidade não foi revelada, teriam afixado em 1º de novembro cinco cartazes com mensagens "Não ignorem os muçulmanos", "Não destruam nossa religião" e "Quem pega em espada, pela espada morrerá". Em um dos cartazes aparece a imagem do presidente francês, Emmanuel Macron, marcada com uma cruz vermelha.

    "A Polícia está investigando a relação entre os dois suspeitos, seus motivos e uma possível conexão com o terrorismo", indicou o chefe da Agência de Polícia Metropolitana de Seul, Jang Ha-yeon, citado pela agência Yonhap.

    O policial agregou que se estuda também reforçar a segurança de outras missões diplomáticas em Seul, capital do país asiático.

    Policiais sul-coreanos com máscaras em Seul
    © AP Photo / Lee Jin-man
    Policiais sul-coreanos com máscaras em Seul

    Em 16 de outubro, um refugiado muçulmano decapitou um professor próximo de Paris por este mostrar a seus alunos uma caricatura do profeta Maomé, a figura mais sagrada do Islã.

    Dias depois, o presidente Macron declarou que a França "não vai renunciar às caricaturas de Maomé", alegando a liberdade de expressão, o que gerou uma onda de críticas por parte de países muçulmanos.

    Duas semanas depois, em 29 de outubro, outro episódio terrorista ocorreu na França, quando pessoas foram atacadas, uma das quais degolada, na basílica de Nice.

    Mais:

    Macron vai propor reforma do espaço Schengen após fortalecer fronteiras francesas
    Após atentado em Nice, Macron diz que França 'está sob ataque terrorista novamente' (VÍDEO)
    Terrorista e civil morrem durante operação policial em Jammu e Caxemira na Índia
    Tags:
    ameaça, polícia, terrorismo, embaixada, Ásia, Coreia do Sul, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar