02:01 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9432
    Nos siga no

    Premiê armênio Nikol Pashinyan escreveu carta ao presidente russo pedindo início de consultas com Moscou sobre assistência à Armênia no setor de segurança no contexto do conflito em Nagorno-Karabakh.

    Ministério das Relações Exteriores da Armênia comunicou que o premiê Pashinyan enviou uma carta ao presidente da Rússia Vladimir Putin na qual a situação em Nagorno-Karabakh foi meticulosamente detalhada.

    A carta também ressalta "a transferência de terroristas armados estrangeiros do Oriente Médio e sua participação dos combates contra Nagorno-Karabakh".

    Ainda segundo a chancelaria armênia, Pashinyan pediu para que Moscou iniciasse consultas "imediatas com o objetivo de determinar o tipo e proporção da ajuda que a Rússia pode oferecer à República da Armênia para a manutenção de sua segurança, tendo por base as relações de aliança entre a Armênia e a Rússia e o artigo 2 do Acordo de Amizade, Cooperação e Ajuda Recíproca de 29 de agosto de 1997", diz o comunicado da chancelaria do país.

    Conflito

    Desde o último 27 de setembro, confrontos armados têm sido registrados na autoproclamada república de Nagorno-Karabakh, cuja população é formada na sua maioria por armênios.

    O território é reivindicado pelo Azerbaijão, o qual tem empregado suas Forças Armadas para garantir sua soberania sobre a região.

    Por sua vez, a Armênia tem insistido no princípio da autodeterminação dos povos para que os moradores de Nagorno-Karabakh possam decidir o futuro do território.

    Além disso, Erevan afirma que por parte do Azerbaijão, com o apoio da Turquia, mercenários armados oriundos do conflito na Síria têm participado dos confrontos em Nagorno-Karabakh.

    Mais:

    Aviação azeri ataca área civil em Nagorno-Karabakh, diz autoridade local
    Irã reforça defesa aérea em meio às tensões em Nagorno-Karabakh, diz mídia
    Trump diz que rompimento do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh é 'decepcionante'
    Tags:
    ajuda russa, ajuda militar, Rússia, conflito, Nagorno-Karabakh, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar