03:20 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    124
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da Armênia informou que as Forças Armadas do Azerbaijão atacaram mais de 120 assentamentos em Nagorno-Karabakh, incluindo a região de Stepanakert.

    Erevan insiste em criar mecanismos de verificação do cessar-fogo na região de Nagorno-Karabakh, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Armênia, Zohrab Mnatsakanyan.

    "Continuam chegando informações de que o Azerbaijão não está cumprindo com suas obrigações de cessar-fogo. A respeito disso, gostaria de enfatizar a importância da introdução de mecanismos de verificação para obter o cumprimento do regime [de cessar-fogo]", afirmou o chanceler armênio.

    Além disso, as autoridades armênias afirmam que a Turquia é a principal força por trás das agressões do Azerbaijão contra a república não reconhecida de Nagorno-Karabakh. Erevan disse ainda que Ancara "não desiste de sua postura de desestabilizar ainda mais a situação e minar os acordos alcançados".

    Em negociações realizadas em Moscou, os chanceleres armênio, azeri e russo chegaram a acordo de cessar-fogo na linha de contato entre os lados em conflito. No entanto, poucos minutos depois, Baku e Erevan se acusaram de violação de trégua.

    Nagorno-Karabakh vive intenso conflito desde o final do mês passado, com ambos os lados trocando acusações de ser o responsável pela nova escalada de violência na região, alvo de disputas desde que a república autônoma, de maioria étnica armênia, decidiu se separar da então República Socialista Soviética do Azerbaijão, em 1991.

    Mais:

    Explosões são ouvidas na capital de Nagorno-Karabakh
    Forças Armadas do Azerbaijão atingem alvos civis em Stepanakert, informa MRE de Nagorno-Karabakh
    Premiê armênio apela por reconhecimento internacional da independência de Nagorno-Karabakh
    Tags:
    Nagorno-Karabakh, guerra, conflito, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar