05:11 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1180
    Nos siga no

    Presidente quirguiz, Sooronbai Zheenbekov, ordenou ao Estado-Maior das Forças Armadas do país introduzir tropas na capital, Bishkek, para a manutenção da ordem e impedir confrontos armados.

    O decreto assinado pelo presidente estabelece:

    "Introduzir o estado de emergência na cidade de Bishkek da República do Quirguistão no período entre as 20h00 [11h00 no horário de Brasília] de 9 de outubro de 2020 e as 8h00 de 21 de outubro [23h do dia 20 no horário de Brasília] de 2020", publicou o serviço de imprensa do presidente do país.

    Da mesma forma, o governo designou o vice-ministro do Interior do país, Almazbek Orozaliev, como superintendente da capital.

    "[...] introduzir no território da cidade de Bishkek unidades militares com equipamentos para a montagem de postos de controle, coibição de confrontos armados, manutenção da ordem e proteção da população civil", diz o decreto sobre a introdução de tropas na capital.

    Além do estado de emergência, foi decretado toque de recolher na cidade. As tropas passarão a garantir a ordem e evitar confrontos armados.

    Crise no Quirguistão

    A decisão do presidente se dá em meio a graves tensões no país, que surgiram após as eleições parlamentares de 4 de outubro.

    Apoiadores dos partidos da oposição que não obtiveram representação no legislativo do país foram às ruas protestar na segunda-feira (5).

    O ato foi marcado por violência, tendo os manifestantes entrado em conflito com a polícia, além de invadirem o prédio do parlamento do país.

    Mais de 1.200 pessoas ficaram feridas e uma morreu nos confrontos.

    Por sua vez, o premiê do país, Kubatbek Boronov, renunciou ao cargo, ao passo que o presidente conclama os líderes da oposição a iniciar negociações.

    Mais:

    Comitê Eleitoral do Quirguistão anula resultados de eleições parlamentares
    Casa Branca do Quirguistão é incendiada após manifestantes invadirem parlamento
    Uma pessoa morre e 590 ficam feridas em confrontos no Quirguistão
    Tags:
    Almazbek Atambaev, manifestações, política, oposição, Quirguistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar