05:25 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2110
    Nos siga no

    Procurador da autoproclamada república de Nagorno-Karabakh disse que ataque do Azerbaijão contra cidade de Shusha acabou ferindo três representantes da imprensa.

    Em publicação no Twitter, o procurador Artak Beglaryan reportou que a catedral da cidade de Shushi foi atacada, além de informar sobre os jornalistas feridos.

    O Azerbaijão acabou de atacar pela segunda vez a igreja Ghazanchetsots de Shushi. Há três jornalistas feridos [que estavam] filmando os efeitos do ataque anterior. Isto é um ataque intencional e dirigido à igreja e aos jornalistas uma vez que eles [azeris] estavam assistindo por um drone.

    Anteriormente, o conselheiro do presidente da república, David Babayan, comunicou à Sputnik que a igreja havia sido alvo de um segundo ataque.

    Entre os feridos está o blogueiro russo Yuri Kotenok.

    "Ficou ferido o blogueiro russo Yuri Kotenok. Ele está em estado grave e os médicos lutam por sua vida", comunicou o serviço de imprensa de Nagorno-Karabakh.

    ​Urgente: Acabamos de voltar da igreja de Shushi a 20 quilômetros de Stepanakert. A igreja foi atingida algumas horas atrás, terrível destruição em seu interior. Graças a Deus, as crianças e os pais que estavam no sótão se escondendo não ficaram feridos.

    Conflito

    Desde 27 de setembro, a região tem revivido duros embates entre forças locais e do Azerbaijão, o qual reivindica soberania sobre Nagorno-Karabakh.

    Perdas de vidas e danos materiais têm sido reportados em ambos os lados, enquanto a Armênia acusa a Turquia de estar envolvida no conflito.

    Por sua vez, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, confirmou seu apoio ao Azerbaijão ao expressar esperanças de que as tropas azeris continuem seu avanço pelo território de litígio.

    Mais:

    Premiê armênio apela por reconhecimento internacional da independência de Nagorno-Karabakh
    Fotografias mostram rastro de destruição no Azerbaijão e em Nagorno-Karabakh
    Kremlin expressa preocupação por presença de mercenários sírios em Karabakh
    Tags:
    feridos, jornalistas, bombardeio, Armênia, Azerbaijão, Nagorno-Karabakh
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar