16:29 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5211
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (6), o Ministério da Defesa da Armênia alertou que o Azerbaijão iniciou uma ofensiva de grande escala pelo sul da república não reconhecida de Nagorno-Karabakh.

    Artsrun Ovannisyan, representante do Ministério da Defesa da Armênia, anunciou:

    "Segundo informações do Exército de Defesa [da república não reconhecida de Nagorno-Karabakh], ao meio-dia as Forças Armadas do Azerbaijão começaram uma ofensiva militar em grande escala em direção ao sul da linha de combate, enviando forças de reserva e grande quantidade de equipamentos militares, incluindo tanques e artilharia."

    De acordo com a opinião dele, as Forças Armadas do Azerbaijão ignoram a segurança territorial do Irã, país vizinho à zona de conflito. "De maneira metódica e consequente é destruído um enorme potencial do inimigo", avaliou Ovannisyan a resposta à ofensiva de Baku.

    Além disso, também nesta terça-feira (6), de acordo com Shushan Stepanyan, porta-voz do ministério, "o inimigo começou a bombardear Stepanakert".

    Um correspondente da Sputnik na região informa que a cidade foi alvo de várias explosões, fazendo com que as autoridades locais acionassem sirenes de alerta e as pessoas fugissem para abrigos antibomba.

    Armênios rezam em apoio ao exército de Nagorno-Karabakh, em Erevan, 3 de outubro de 2020
    © AFP 2020 / Lusi Sargsyan
    Armênios rezam em apoio ao exército de Nagorno-Karabakh, em Erevan, 3 de outubro de 2020

    O conflito, que se agravou em 27 de setembro deste ano, teve início em fevereiro de 1988, quando a região de Nagorno-Karabakh declarou independência em relação à República Socialista Soviética do Azerbaijão, iniciando uma guerra que culminou com a perda de controle territorial pelo Azerbaijão.

    Porém, Baku tem mantido firme a intenção de restabelecer sua soberania sobre o território perdido, protegido atualmente pelas Forças Armadas da Armênia.

    Mais:

    Baku instrui Exército a atacar infraestrutura militar do adversário com armas altamente destrutivas
    Chanceler turco acusa Armênia de cometer crimes de guerra
    Autoridades da Armênia anunciam prisão de estrangeiros suspeitos de espionagem
    Tags:
    militar, Defesa, Nagorno-Karabakh, Azerbaijão, Armênia, conflito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar