18:25 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2190
    Nos siga no

    A Índia devolveu à China mais de uma dúzia de iaques domésticos do Himalaia como uma medida para aplacar a tensão entre os dois países.

    "Em um gesto humano, o Exército indiano entregou 13 iaques e quatro bezerros que vagaram pela LAC (sigla em inglês para Linha de Controle Real) em 31 de agosto", afirmou o Comando Oriental do Exército da Índia nesta segunda-feira (7). "As autoridades chinesas presentes agradeceram ao Exército indiano pelo gesto de compaixão."

    O iaque é um animal importante para a população do Himalaia e é usado como fonte de leite, fibras e carne, bem como para transporte. Animais perdidos já causaram confrontos entre a Índia e China. Em 1965, a China acusou a Índia de roubar 800 ovelhas e 59 iaques de pastores tibetanos perto da fronteira Sikkim, provocando uma acalorada discussão diplomática e um reposicionamento de tropas na região.

    As tensões aumentaram novamente este ano após um confronto entre as tropas dos dois países terminar com militares mortos.

    A tensão, todavia, diminuiu após o ministro da Defesa chinês, Wei Fenghe, e seu homólogo indiano, Rajnath Singh, realizarem um encontro em Moscou, Rússia. Para normalizar a situação, os comandantes das forças regionais, assim como diplomatas de ambos os lados, conduziram uma série de negociações que resultaram no retorno das tropas dos países às suas posições iniciais.

    Os conflitos de fronteira são uma constante das relações entre Índia e China. Os dois países não têm uma fronteira marcada, mas sim uma Linha de Controle Real criada após um confronto militar em 1962.

    Mais:

    Venezuela e Índia reforçam relações bilaterais e ampliam cooperação no setor energético
    Índia se retira de exercícios militares na Rússia por causa das tensões com China
    Índia proíbe mais 118 aplicativos chineses de empresas como Tencent e Alibaba
    Índia fecha acordo com Rússia de produção da vacina Sputnik V
    Tags:
    militar, tensão, fronteira, China, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar