06:57 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3247
    Nos siga no

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, apareceu em fotos rodeado de oficiais de seu país segurando pistolas em cemitério dedicado aos soldados tombados na Guerra da Coreia.

    Em 27 de julho de 1953, as Coreias do Norte e do Sul assinaram um armistício que firmou a conhecida Zona Desmilitarizada da Coreia, compreendida na fronteira entre ambos os países, dando fim à Guerra da Coreia.

    Para comemorar os 67 anos do evento, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, utilizou uma forma pouco típica entre chefes de Estado para celebrar datas importantes.

    Visitando o Cemitério dos Mártires da Guerra de Libertação da Pátria, em Pyongyang, onde jazem soldados tombados no conflito, Kim foi fotografado cercado por seus oficiais munindo pistolas em suas mãos.

    • Kim Jong-un aparece rodeado de oficiais norte-coreanos com pistolas na celebração do 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia
      Kim Jong-un aparece rodeado de oficiais norte-coreanos com pistolas na celebração do 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia
      © AFP 2020 / STR / KCNA VIA KNS
    • Kim Jong-un aparece rodeado de oficiais norte-coreanos com pistolas na celebração do 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia
      Kim Jong-un aparece rodeado de oficiais norte-coreanos com pistolas na celebração do 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia
      © REUTERS / KCNA
    • Kim Jong-un comemora 67 anos do fim da Guerra da Coreia com generais armados
      Kim Jong-un comemora 67 anos do fim da Guerra da Coreia com generais armados
      © REUTERS / KCNA
    1 / 3
    © AFP 2020 / STR / KCNA VIA KNS
    Kim Jong-un aparece rodeado de oficiais norte-coreanos com pistolas na celebração do 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia

    De acordo com o tabloide britânico The Sun, Kim teria colocado uma rosa e feito tradicional reverência oriental frente a um grande monumento no cemitério.

    Apesar do armistício e do fim da Guerra da Coreia, ambos os países por vezes registram confrontos fronteiriços. As diferenças entre as Coreias ainda são objeto de discussão e mútuas desconfianças.

    Mais:

    Seul pode deixar de ser capital da Coreia do Sul
    Coreia do Norte desafia previsões ocidentais modernizando submarinos que ameaçariam EUA, diz revista
    Coreia do Norte anuncia 1º caso suspeito de coronavírus
    Tags:
    generais, pistola, armas, guerra da coreia, Kim Jong-un, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar