21:17 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8424
    Nos siga no

    Em princípio de julho, Kim Yo-jong se tornou membro do politburo norte-coreano, enquanto especialista afirma que a irmã do líder Kim Jong-un poderia tomar seu lugar.

    A primeira aparição pública de Kim Yo-jong como membro formal do politburo norte-coreano se deu no último dia 2.

    Tal promoção de Kim Yo-jong em sua carreira política na Coreia do Norte poderia indicar uma solidificação de sua possível posição de segunda pessoa mais poderosa no comando do país asiático.

    Comentando tal assunto, Roy Calley, especialista em assuntos norte-coreanos que já visitou o país inúmeras vezes e autor do livro "Veja com seus olhos e diga ao mundo" ("Look With Your Eyes and Tell the World", no original em inglês), acredita que o avanço da irmã de Kim Jong-un seja de grande significância, publicou o Daily Express.

    "Isso me sugere que ela está sendo movida para uma posição de total poder [...]. É sempre difícil saber como as coisas funcionam em Pyongyang, mas a experiência sugere que a aproximação suave do líder supremo não tem mais preferência", afirmou Calley.

    Acredita-se que Kim Yo-jong seja da linha dura do país, sendo que recentemente ela teria dito que um encontro entre o governo norte-coreano e o presidente americano seria "impraticável" e "não nos serviria em nada".

    Além disso, Calley afirma que a promoção de Kim Yo-jong não seria obra do acaso, visto que "nunca se tem uma forma de governo acidental" na Coreia do Norte.

    Saúde de Kim

    Ainda em abril, Kim Jong-un se afastou das câmeras do país, "sumiço" que foi notado após sua ausência no Dia do Sol (15 de abril), quando a nação norte-coreana comemora o aniversário de nascimento do fundador do país Kim Il-sung.

    Especulou-se que durante dias o líder tenha se recuperado de uma operação cardíaca, enquanto alguns acreditaram que o mesmo havia falecido.

    Para Calley, "é possível que Kim Jong-un esteja lutando pela sua saúde – se ele estiver ainda vivo, o que eu ainda questiono – e ela está se aproximando mais do poder total".

    Por outro lado, o professor James Hoare, da Escola de Estudos Orientais e Africanos em Londres, não concorda com Calley.

    De acordo com ele, outros membros do governo norte-coreano também apresentam comportamento semelhante ao de Kim Yo-jong ao fazerem declarações em nome do governo.

    "Ainda durante [o governo de] Kim Il-sung, primeiro seu irmão e mais tarde Kim Jong-il frequentemente falavam em nome do líder", afirmou Hoare.

    Contudo, o professor concordou com o claro fortalecimento de Kim Yo-jong, que tem sido frequentemente referida como possível sucessora de seu irmão.

    Mais:

    Coreia do Norte está desenvolvendo mísseis capazes de evadir defesas antiaéreas, alerta relatório
    Coreia do Norte diz estar testando própria vacina para COVID-19, apesar do país não reportar casos
    Coreia do Norte faz reunião militar em grande escala para debater 'ameaças potenciais'
    Tags:
    política, Coreia do Norte, Kim Yo-jong, Kim Jong-il, Kim Jong-un
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar