09:03 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1172
    Nos siga no

    As importações mensais de soja da China atingiram um novo recorde em junho, saltando 71% em relação ao ano anterior, informou o serviço de alfândega do país nesta terça-feira (14), depois que grandes remessas chegaram do Brasil, seu principal fornecedor.

    A China, maior importadora mundial de oleaginosas, recebeu 11,16 milhões de toneladas de soja em junho, ante 6,51 milhões de toneladas no mesmo mês do ano anterior e 9,38 milhões de toneladas em maio, de acordo com informações da Administração Geral das Alfândegas.

    As exportações brasileiras se recuperaram desde março devido a uma melhoria nas condições climáticas do país sul-americano.

    "O principal motivo é que a soja brasileira estava barata e as margens de moagem de junho eram realmente boas, então os processadores fizeram muitos pedidos", explicou Xie Huilan, analista da consultoria agrícola Cofeed.

    Os processadores de soja da China, que no início deste ano tiveram que restringir suas operações devido à falta de suprimentos, agora estão lutando para aumentar os estoques.

    Operadores e analistas também dizem que os valores de importação de soja deste mês podem permanecer acima dos níveis normais, ultrapassando nove milhões de toneladas.

    Mais:

    Brasil consegue 'dobrar' produção de soja para atender mercado da China, diz produtor
    'Preocupação válida', diz analista sobre impacto de acordo entre China e EUA na soja brasileira
    China deve aumentar importação de soja dos EUA após acordo de comércio, diz especialista
    Tags:
    agronegócio, agricultura, comércio, soja, grãos, exportações, importações, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar