10:25 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)
    171
    Nos siga no

    Especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) podem viajar para outros países, além da China, para investigar a origem do novo coronavírus, afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian.

    No dia anterior, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou que os especialistas da agência em breve iriam à China para estudar a origem do novo coronavírus.

    "A OMS realizará inspeções semelhantes em outros países e regiões, se necessário", declarou Zhao em entrevista coletiva.

    Identificar o vírus, ressaltou, "é uma questão científica muito difícil e complicada" e o trabalho nessa área pode envolver vários países e regiões.

    O porta-voz acrescentou que desde o início da pandemia, a China e a OMS estão em contato e têm consultas que levaram ao acordo sobre a chegada de especialistas da organização internacional ao país.

    Imagem computadorizada criada pela Nexu Science Communication e pelo Trinity College da COVID-19, ligada ao surto em Wuhan
    © REUTERS / NEXU Science Communication / File Photo
    Imagem computadorizada criada pela Nexu Science Communication e pelo Trinity College da COVID-19, ligada ao surto em Wuhan
    "A China e a OMS alcançaram o principal consenso de que monitorar a origem do novo coronavírus é um problema científico cuja solução exige cooperação e estudos científicos internacionais em escala global", destacou o diplomata chinês.

    Desde 11 de março, a OMS classifica a doença de COVID-19 causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectada na cidade chinesa de Wuhan no final de 2019, como uma pandemia.

    Globalmente, mais de 11,84 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus foram registrados até o momento, incluindo mais de 544.500 mortes e 6,46 milhões de recuperações, segundo a Universidade Johns Hopkins.

    Tema:
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)

    Mais:

    'Não é de alto risco': OMS diz que surto de peste bubônica na China está sob controle
    Biden promete devolver EUA à OMS no '1º dia' como presidente dos EUA
    Alemanha diz que saída dos EUA da OMS é um retrocesso para cooperação internacional
    Tags:
    investigação, origem, pandemia, saúde, COVID-19, novo coronavírus, Wuhan, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar