22:15 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    81712
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, acusou a China nesta quarta-feira (8) de tomar "ações incrivelmente agressivas" em um recente confronto com a Índia sobre uma área disputada da fronteira com vizinhos, dizendo que o incidente não pode ser avaliado isoladamente.

    Na noite de 15 de junho, forças chinesas e tropas indianas lutaram por horas com bastões e paus, resultando em uma escalada dramática que deixou 20 soldados indianos mortos, com alguns morrendo após cair nas águas geladas do rio Galwan, no oeste do Himalaia.

    Na segunda-feira (6), fontes do governo indiano disseram que a China começou a retirar tropas da fronteira, depois de semanas de conversas entre altos oficiais militares sobre como aliviar as tensões. A China ainda não confirmou se sofreu baixas, mas as mortes na Índia foram as mais altas ao longo da fronteira em mais de cinco décadas.

    "Os chineses tomaram medidas incrivelmente agressivas e os indianos fizeram o possível para responder a isso", afirmou Pompeo em entrevista coletiva no Departamento de Estado dos EUA. "Eu coloquei isso no contexto do secretário geral Xi Jinping e seu comportamento em toda a região e no mundo".
    Indianos durante funeral do soldado Satnam Singh morto durante embate entre tropas indianas e chinesas no vale de Galwan. Durante o conflito, 20 militares da Índia faleceram
    © AFP 2020 / Narinder Nanu
    Indianos durante funeral do soldado Satnam Singh morto durante embate entre tropas indianas e chinesas no vale de Galwan. Durante o conflito, 20 militares da Índia faleceram.

    "Eu não acho que é possível olhar para esse exemplo em particular, a agressão do Partido Comunista Chinês isoladamente. Você precisa colocá-lo em um contexto maior", acrescentou Pompeo.

    Os comentários do secretário dos EUA refletem as profundas tensões entre Washington e Pequim, que vão desde o desacordo com o tratamento do surto do novo coronavírus, as ações da China na ex-colônia britânica de Hong Kong, até uma disputa comercial de quase dois anos entre os dois países.

    As Forças Armadas chinesas na segunda-feira (6) foram vistas desmontando tendas e estruturas em um local no vale de Galwan, perto de onde ocorreu o último confronto, informaram fontes do governo indiano, que falaram sob condição de anonimato.

    Mais:

    Após tensão na fronteira, Índia proíbe TikTok e dezenas de aplicativos chineses
    Caças Su-30MKI indianos realizam operações perto da fronteira entre China e Índia (VÍDEOS)
    Índia envia avião An-32 e helicóptero Mi-17 para área perto da fronteira chinesa (VÍDEOS)
    Tags:
    Xi Jinping, violência, diplomacia, Mike Pompeo, conflito, fronteira, Himalaia, Índia, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar