01:00 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    472
    Nos siga no

    O surto de peste bubônica na Mongólia e na China não é considerado de alto risco, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (7), acrescentando que está monitorando de perto a situação.

    A doença, notória por grandes partes devastadoras da Europa, Oriente Médio e Ásia ao longo da história, foi recentemente detectada na Mongólia e possivelmente se espalhou para a vizinha China. Até agora, o surto foi "bem administrado", disse um porta-voz da OMS.

    "Estamos monitorando os surtos na China, observando isso de perto e em parceria com as autoridades chinesas e as autoridades da Mongólia", informou Margaret Harris durante uma coletiva de imprensa em Genebra.

    "No momento, não estamos… considerando-o de alto risco, mas estamos assistindo, monitorando-o com cuidado", acrescentou.

    Bactérias Yersinia pestis, causadora da peste bubônica
    Bactérias Yersinia pestis, causadora da peste bubônica

    Conhecida na Europa como a Peste Negra na Idade Média, a doença bacteriana altamente contagiosa já matou dezenas de milhões de vidas ao longo da história e é responsável por pelo menos três pandemias, a mais recente no século XIX.

    Antibióticos eficazes e conhecimento de como as epidemias funcionam transformaram-na de uma força da natureza que poderia derrubar as civilizações em uma infecção perigosa, mas administrável.

    A Mongólia detectou um surto na semana passada depois que duas pessoas na região de Khovd testaram positivo para a doença, aparentemente depois de comer marmota, roedores que servem como reservatórios naturais para a bactéria.

    A China identificou um caso único suspeito da doença na região autônoma da Mongólia Interior.

    Mais:

    ONU alerta sobre peste voraz que ameaça vários países: 'Potencial destrutivo'
    O que a 'peste' de Atenas da Grécia Antiga pode nos ensinar sobre o coronavírus de hoje?
    Achado na Itália galeão que teria naufragado durante peste negra no século XVI (FOTOS)
    Tags:
    bactérias, OMS, pandemia, surto, saúde, peste, Mongólia Interior, Mongólia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar