03:52 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo no fim de junho (34)
    5252
    Nos siga no

    Neste domingo (28), o Grupo Nacional Biotec da China (CNBG) disse que os primeiros resultados de testes em humanos para uma candidata a vacina contra o novo coronavírus sugerem que a droga pode ser segura e eficaz. Esta é a segunda candidata a vacina da empresa a mostrar resultados positivos em teste clínico.

    Conforme publicou a agência Reuters, a vacina experimental, desenvolvida por uma unidade de CNBG de Pequim, induziu anticorpos de alto nível em todos os 1.120 participantes, de acordo com dados preliminares do estudo publicados em redes sociais chinesas pela farmacêutica chinesa.

    Empresas e pesquisadores chineses foram autorizados a testar oito vacinas em desenvolvimento em seres humanos tanto dentro do país como no exterior, tornando a China um dos principais candidatos na corrida para desenvolver uma vacina contra a COVID-19, que já matou quase 500 mil pessoas em todo o mundo.

    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a doença do coronavírus (COVID-19) em um laboratório da empresa de biotecnologia BIOCAD em São Petersburgo, Rússia, 11 de junho de 2020
    © REUTERS / Anton Vaganov
    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a COVID-19

    O CNBG, afiliado ao Grupo Nacional Farmacêutico da China (Sinopharm), disse no início deste mês que outro candidato a vacina produzido por sua unidade de Wuhan também acionou anticorpos de alto nível com segurança em participantes.

    Uma vacina deve conseguir provar sua eficácia no teste humano "Fase 3", no qual milhares de participantes são recrutados. Uma vez que o teste seja bem sucedido, a vacina pode ser liberada para venda. O CNBG disse na terça-feira (23) que irá executar a Fase 3 para sua candidata a vacina contra a COVID-19 nos Emirados Árabes Unidos, sem especificar qual será a vacina testada.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo no fim de junho (34)

    Mais:

    Testes de vacina contra COVID-19 desenvolvida em Oxford começam em São Paulo
    Vacina contra COVID-19 deve sair até fim deste ano ou início de 2021, diz infectologista
    OMS revela vacina mais avançada no momento contra COVID-19
    Brasil firma parceria por vacina britânica contra a COVID-19, diz Ministério da Saúde
    Tags:
    COVID-19, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar