01:56 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2310
    Nos siga no

    As negociações entre e a Índia e a China efetuadas nesta segunda-feira (22) em Moldo, decorreram em um ambiente cordial e terminaram com um consenso para cessar os combates e retirar as tropas.

    "As conversas ao nível de comandante de corpo foram conduzidas em Moldo [no lado chinês da Linha de Controle Real em frente a Chusul, em Ladakh] em um ambiente cordial, positivo e construtivo. Houve um consenso mútuo para retirar as tropas. As modalidades de retirada de todas as áreas de atrito no leste de Ladakh foram discutidas e serão levadas adiante por ambos os lados", declarou o Exército indiano durante conferência de imprensa nesta terça-feira (23).

    Soldados indianos descansam próximos a armamentos de artilharia em um acampamento durante percurso em direção a Ladakh, na região fronteiriça com a China.
    © REUTERS / Stringer
    Soldados indianos descansam próximos a armamentos de artilharia em um acampamento durante percurso em direção a Ladakh, na região fronteiriça com a China.

    Os confrontos entre a Índia e a China ocorreram no dia 15 de junho na região de Ladakh, que faz fronteira com a China. O Exército indiano afirmou que 20 de seus soldados foram mortos, enquanto outros 80 ficaram feridos durante o incidente.

    Desde a guerra de 1962 entre a Índia e a China, os dois países careciam de uma fronteira demarcada no Himalaia, o que tem causado os frequentes conflitos entre eles.

    Mais:

    Número de mortos em conflito fronteiriço entre Índia e China sobe para 20 (VÍDEO)
    Índia desloca tropas para fronteira com China e prepara-se para eventual escalada do conflito
    Após mortes de soldados, ministro da Índia prega boicote a todos os produtos da China
    Tags:
    conflitos, negociações, consenso, Ladakh, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar