15:04 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3235
    Nos siga no

    Taiwan alegou que um avião de caça chinês entrou em sua zona de defesa na sexta-feira, 19 de junho, naquela que teria sido a quarta incursão nos últimos quatro dias.

    Para o Ministério da Defesa de Taiwan, foi a sexta incursão de aviões de caça chineses sobre a ilha nas duas últimas semanas, quando os aviões de Pequim começaram a sobrevoar a ilha com uma frequência sem precedentes.

    Segundo informa a AFP pelo menos um caça J-10 entrou na Zona de Identificação de Defesa Aérea (ADIZ, na sigla em inglês) de Taiwan, obrigando Taipé a decolar suas aeronaves de combate.

    "O avião comunista chinês abandonou nossa zona de identificação depois que emitimos alertas para que ele se afastasse", lê-se no comunicado do ministério.

    A ADIZ se estende além do espaço aéreo taiwanês e permite emitir alertas precoces de incursões. A China também possui uma Zona de Defesa Aérea.

    Estas violações do espaço aéreo tinham sido raras até agora, mas surgiram logo após Taipé ter autorizado uma aeronave militar dos EUA a sobrevoar o espaço aéreo taiwanês, no que teria sido entendido como uma provocação por Pequim.

    A China considera Taiwan como uma de suas províncias e prometeu um dia retomar o controle da mesma, se necessário pela força. Desde a eleição da presidente Tsai Ing-wen em 2016, a China descartou qualquer oferta para negociar com Taiwan e intensificou a pressão econômica, militar e diplomática.

    Mais:

    Destróier dos EUA atravessa estreito de Taiwan em meio a tensões com China (FOTOS)
    Grupo aeronaval da China realiza manobras perto de Taiwan, afirma Ministério da Defesa da ilha
    EUA aprovam venda de torpedos pesados para Taiwan em meio a tensões com Pequim
    Tags:
    defesa, incursão, EUA, caças, Taiwan, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar