22:38 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4314
    Nos siga no

    A Coreia do Norte continua sendo uma ameaça aguda para a região indo-pacífica, declarou uma autoridade do Pentágono nesta quinta-feira (18), depois que Pyongyang explodiu seu escritório na fronteira com a Coreia do Sul.

    "Como fomos lembrados nos últimos dias, a Coreia do Norte continua a representar uma ameaça extraordinária para a região e exige nossa vigilância contínua", disse David Helvey, secretário assistente de defesa do Pentágono para assuntos de segurança do Indo-Pacífico.

    "É difícil dizer o que acontecerá nos próximos dias e semanas. Mas acho importante dizer que continuamos vigilantes contra qualquer tipo de ameaça e provocação", acrescentou.

    A terça-feira (16) de demolição do escritório de ligação na zona industrial de Kaesong - do outro lado da fronteira no território norte - ocorreu depois que Pyongyang condenou veementemente Seul por folhetos anti-Pyongyang enviados por desertores para o Norte e elevou as tensões na península.

    Explosão do escritório de comunicação intercoreano na cidade fronteiriça de Kaesong, na Coreia do Norte, 16 de junho de 2020
    © REUTERS / Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA)
    Explosão do escritório de comunicação intercoreano na cidade fronteiriça de Kaesong, na Coreia do Norte, 16 de junho de 2020

    A destruição do escritório compensou a ameaça de Kim Yo-jong, a poderosa irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un. Na semana passada, ela ameaçara reduzir em ruínas uma instituição que chamava de inútil.

    Helvey foi cauteloso ao ser questionado sobre os pedidos de fortalecimento da presença militar dos EUA na Coreia do Sul e a retomada dos exercícios militares suspensos para incentivar as negociações dos EUA com o Norte em seu programa nuclear. As discussões não foram a lugar algum.

    "Não quero me antecipar às decisões que seriam tomadas", afirmou. "Mas essa é uma das coisas sobre as quais estamos constantemente conversando com nossos aliados sul-coreanos. E, francamente, é algo que ajuda a preservar nossos interesses e preservar a paz e a estabilidade em toda a região do Indo-Pacífico", completou Helvey.

    Mais:

    Irmã de Kim Jong-un ameaça Coreia do Sul com ação militar e promete 'panorama trágico'
    Revelado 'tesouro' dourado da Coreia do Norte ocultado por Kim Jong-un
    Pyongyang teria enviado soldados para postos de vigilância na fronteira com Coreia do Sul
    Tags:
    defesa, segurança, diplomacia, Kim Jong-un, Pentágono, Estados Unidos, Coreia do Sul, Kaesong, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar