05:43 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    COVID-19 desafia mundo no início de junho (54)
    4352
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (8), a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, refutou as acusações de que a China está por trás de tentativas de sabotar o desenvolvimento da vacina da COVID-19 nos países ocidentais.

    A porta-voz pediu ao senador estadunidense Rick Scott, responsável pelas alegações, que mostre as evidências que provam as acusações.

    No domingo (7), Scott disse em entrevista à emissora britânica BBC que Pequim está tentando bloquear o desenvolvimento da vacina. O senador disse que Washington tem evidências colhidas pela "comunidade de inteligência", mas não forneceu mais detalhes.

    "Esse legislador disse que os EUA têm evidências de que a China está tentando sabotar o desenvolvimento de uma vacina para a COVID-19 nos países ocidentais. Bem, se ele tiver essas evidências, apenas mostre-as. Não precisa ser tímido", disse Chunying, acrescentando que certos políticos dos Estados Unidos costumam espalhar "mentiras e boatos" contra a China.

    A porta-voz também disse que o desenvolvimento da vacina não é uma corrida entre a China e os Estados Unidos, "mas entre a humanidade e o vírus".

    Em Washington, o senador dos EUA, Rick Scott, usa uma máscara durante pausa em uma sessão sobre a COVID-19 no Comitê de Saúde, Educação, Trabalho e Pensões do Senado estadunidense, em 12 de maio de 2020
    © REUTERS / Carlos Barria
    Em Washington, o senador dos EUA, Rick Scott, usa uma máscara durante pausa em uma sessão sobre a COVID-19 no Comitê de Saúde, Educação, Trabalho e Pensões do Senado estadunidense, em 12 de maio de 2020
    "Como o presidente Xi Jinping prometeu na 73ª Assembleia Mundial da Saúde, depois de ser desenvolvida e implementada, a vacina chinesa contra a COVID-19 se tornará um bem público global. Essa será a contribuição da China para melhorar a acessibilidade das vacinas nos países em desenvolvimento", disse Chunying, que desejou que Washington também fizesse a mesma promessa ao mundo.

    Em maio, Robert O'Brien, assessor de Segurança Nacional do presidente dos EUA, Donald Trump, disse ter certeza de que Washington desenvolveria a vacina da COVID-19 primeiro que a China. No entanto, O'Brien também disse que os chineses podem tentar roubar as pesquisas sobre a vacina. Pequim chamou as acusações de infundadas.

    Tema:
    COVID-19 desafia mundo no início de junho (54)

    Mais:

    Senador americano diz ter evidências que Pequim tenta sabotar desenvolvimento de vacina da COVID-19
    Sem exibir provas, Trump diz que EUA monitoram China por 'roubo' de pesquisa de vacinas
    Guerra por vacinas: por que China e EUA querem coisas opostas com 'trunfo' contra COVID-19?
    Tags:
    Xi Jinping, Donald Trump, COVID-19, Ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying, Washington, Pequim, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar