23:21 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 172
    Nos siga no

    O governo chinês anunciou que os gastos com defesa do país vão aumentar neste ano no menor ritmo em três décadas.

    No entanto, mesmo apesar da queda do investimento na área de defesa, os gastos no setor vão ter alta de 6,6% em relação a 2019.

    O gasto, mencionado no orçamento nacional divulgado nesta sexta-feira (22), será equivalente a US$ 178,16 bilhões (aproximadamente R$ 990 bilhões). As informações foram publicadas pela agência Reuters.

    O primeiro-ministro, Li Keqiang, disse que as Forças Armadas não serão prejudicadas.

    "Aprofundaremos reformas na defesa nacional e nos militares, aumentando nossa capacidade logística e de apoio de equipamentos, e fomentaremos o desenvolvimento inovador de ciência e tecnologia voltadas para a defesa", afirmou.

    A economia chinesa encolheu 6,8% no primeiro trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019 por conta da pandemia do novo coronavírus.

    "Melhoraremos o sistema de mobilização da defesa nacional e faremos com que a união entre os militares e o governo e entre os militares e o povo continue firme como uma rocha", disse Li Keqiang.

    Mais:

    China deveria triplicar arsenal nuclear para conter EUA, avalia editor do Global Times
    Produção industrial da China cresce pela primeira vez em 2020
    EUA seriam incapazes de vencer confronto naval contra China, segundo fontes do Pentágono
    Por que as relações entre EUA e China atingiram ponto tão baixo?
    Pentágono: militares chineses desafiam EUA com incidentes 'arriscados' no mar do Sul da China
    China afirma que pretende ter taxa de desemprego de 5,5% nas cidades em 2020
    Tags:
    gastos militares, gastos, defesa, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar