04:02 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 71
    Nos siga no

    O líder norte-coreano Kim Jong-un esteve ausente dos acontecimentos públicos durante muito tempo devido à necessidade de resolver assuntos internos, bem como à situação com o coronavírus, disse agência de espionagem sul-coreana.

    De acordo com o Serviço Nacional de Inteligência (NIS, na sigla em inglês) da Coreia do Sul, Kim tem se concentrado nas remodelações internas de pessoal, na realização de reuniões pessoais sobre questões de Estado do partido e no reforço do poder militar, incluindo a situação em torno do coronavírus, cita a agência de notícias Yonhap.

    Desde o início deste ano, Kim Jong-un só apareceu em público 17 vezes, o menor número de vezes desde que esteve no poder, afirmaram os serviços secretos. No entanto, isto não significa que o líder da Coreia do Norte tenha necessariamente tido graves problemas de saúde.

    "Pelo menos, considera-se que Kim não foi operado ou não foi submetido a um procedimento médico relacionado ao seu coração", afirmou a jornalistas o deputado democrata Kim Byung-kee.

    Apesar dos relatórios oficiais de Pyongyang, segundo os quais não houve casos de contaminação pela COVID-19, os serviços secretos sul-coreanos não excluem, contudo, que tenha havido infecção por coronavírus em solo norte-coreano, dado o nível de trocas humanitárias com a China no momento em que a fronteira foi fechada no final de janeiro.

    "Mesmo quando Kim não apareceu em público, ele estava administrando assuntos do Estado como sempre", declarou o NIS.

    No dia 2 de maio, veículos de comunicação norte-coreanos noticiaram a primeira aparição do líder Kim Jong-un em 20 dias. Durante a sua ausência, os rumores de graves problemas de saúde ou mesmo da sua possível morte espalharam-se nas mídias ocidentais, sul-coreanas e japonesas.

    Líder norte-coreano Kim Jong-un assiste à conclusão de uma fábrica de fertilizantes, em uma região a norte da capital, Pyongyang, em 2 de maio de 2020
    © REUTERS / KCNA
    Líder norte-coreano Kim Jong-un assiste à conclusão de uma fábrica de fertilizantes, em uma região a norte da capital, Pyongyang, em 2 de maio de 2020

    Em imagens publicadas da cerimônia de abertura da fábrica de fertilizantes na cidade norte-coreana de Sunchon, Kim parecia alegre e saudável, sorrindo e gesticulando com os seus companheiros. No entanto, alguns meios de comunicação relataram, após analisar as fotografias, que ele alegadamente tinha sinais de cirurgia no braço, enquanto outros relataram problemas com a sua perna.

    Mais:

    FOTOS de Kim Jong-un apresentam possível razão sobre 'sumiço' do líder
    Kim Jong-un teria feito 1ª aparição pública em 20 dias
    Seul discorda da especulação de que Kim Jong-un tenha sido operado, comunica mídia
    Tags:
    COVID-19, cirurgia, serviços secretos, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Kim Jong-un
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar